Atenção! 7 erros mais comuns ao criar um site profissional

Criar um site é uma tarefa fundamental para se ter sucesso em um empreendimento. Afinal, ainda que as atividades do negócio não sejam 100% digitais, qualquer segmento empresarial hoje pode se beneficiar por estar presente na Internet.

Contudo, criar um site requer estudos antecipados. Não basta colocar no ar um projeto que não tenha a mínima estratégia por detrás dele. Por isso, para lhe ajudar a criar um site bem-sucedido e que atenda às demandas da sua empresa, este artigo listará os erros mais comuns que alguém que pretende ser um empreendedor digital, comete ao criar um site.

Preparado? Então, boa leitura!

1. Não pensar a marca antes de criar um site

Várias vezes, os empresários cometem erros graves simplesmente por terem pressa de lançar um produto — o que inclui o seu site institucional. Para evitar isso, antes de divulgar a sua marca tenha certeza de que ela traz a imagem que você, de fato, quer passar ao mercado.

Existem teorias psicológicas que sugerem cores para cada tipo de público-alvo, por exemplo. Além disso, web designers têm uma noção de qual tipografia é a mais adequada para transmitir confiança a cada tipo de cliente. Se você ignorar esses conhecimentos na hora de desenhar a sua marca, essa imagem descuidada e pouco eficiente, influenciará negativamente no seu desempenho.

Imagine este exemplo: um site voltado ao público adulto masculino cuja marca utiliza letras cursivas em tons claros. Se você visualizou esse design, já entendeu a importância de estruturar a marca e a logo antes de criar um site, não é mesmo?

2. Não ter uma estratégia para o site

Ok, você colocou o seu site no ar. E agora? Muitos empreendedores criam um site apenas por criar, pois acreditam que colocar um endereço na Internet já é suficiente. No entanto, esse pensamento pode ser um tiro no pé da empresa.

Ao entrar em um site desatualizado e sem um foco, o visitante tende a desconfiar da capacidade da empresa em atendê-lo, o que impacta a imagem do negócio como um todo. Por isso, crie uma linha editorial para o seu site e saiba qual é a função dele no Marketing do seu negócio.

Sua página foi criada para divulgar a empresa? Para atender ao cliente? Para esclarecer dúvidas mais comuns sobre o produto? Enfim, responda essas perguntas antes de colocá-lo no ar.

3. Não dar importância ao design do site

Um site precisa estar sempre adaptado ao seu tempo — e, atualmente, as pessoas navegam muito pelos celulares. Por isso, ainda que o seu projeto seja institucional, atraindo poucas visitas, ele precisará ser adaptado às novas tecnologias.

Sites que levam em consideração essa necessidade são chamados de “sites responsivos”. Eles se adaptam, automaticamente, aos diferentes tipos de telas (tablets, computadores, smartphones etc.)

Além disso, o site precisa ser funcional. Aliás, funcionalidade é mais importante que a beleza: de nada adianta um projeto belo, mas que confunda o internauta, que dificulte a sua navegação ou que não o ajude a encontrar as informações necessárias.

4. Tentar fazer tudo sozinho

Não é raro que um empresário decida criar um site por conta própria e, dessa forma, acabe perdendo tempo fazendo pesquisas ou desenvolvendo um projeto que tem grandes chances de não atender às suas expectativas.

Justamente por isso, existem hoje dezenas de profissionais que podem criar um site para a sua empresa com competência e a um custo baixo. Assim, o seu projeto irá ao ar muito mais rápido e de forma profissional — e você poderá dedicar o seu tempo a outras demandas do seu negócio.

5. Não divulgar o contato da empresa

Pode ser difícil de acreditar, mas, em muitos sites empresariais, informações básicas de contato estão escondidas. Assim, o leitor que busca um telefone para contato ou que quer saber como realizar uma compra precisa peregrinar pelas páginas.

Nesses casos, a maioria dos clientes — independentemente de a sua empresa ser B2B ou B2C — desistirá de fazer o negócio, buscando um concorrente mais acessível. Então, não corra esse risco: dê destaque às suas informações de contato.

Além disso, um site profissional pode ser a forma mais adequada para gerar leads por meio de formulários, e a tecnologia é uma grande aliada nessas horas. Verifique, inclusive, a possibilidade de usar bots no seu site, para atender ao internauta 24 horas por dia.

6. Não alinhar o site com as outras estratégias de comunicação

Se você tem redes sociais, blogs, central de atendimento ou qualquer outra estratégia de comunicação ou Marketing, é importante verificar como o seu site poderá se integrar a ela. Por exemplo: se o seu plano de social media tem como foco divulgar o negócio, o seu site pode ser usado para converter o visitante em cliente.

Já se sua estratégia de Marketing de Conteúdo tem o objetivo de gerar leads, o site pode ser usado para coletar esses dados. Ainda, caso você tenha contratado um assessor de imprensa, reserve parte do site para listar as aparições do seu negócio na mídia.

Enfim, existem várias possibilidades para usar um site, mas, de toda forma, é essencial entender que ele faz parte de uma estratégia maior, que envolverá os outros meios de comunicação existentes.

7. Carregar o site com recursos supérfluos

A infinidade de recursos disponíveis na hora de criar um site pode fazer com que o empresário se empolgue. Todavia, sabendo que uma parcela da sua audiência virá por meio de smartphones, é importante lembrar que muitos recursos podem exigir mais do pacote de dados do visitante.

Além do mais, muita informação pode poluir o layout. Por isso, escolha de forma criteriosa quais recursos o seu site usará. É preciso ter um vídeo institucional? Aquela galeria de imagens é mesmo necessária? Aproveite as redes sociais para divulgar outras informações e, assim, desobstrua o seu site. Se possível e melhor que tudo isso, crie e mantenha um site mobile.

Enfim, como vimos, o site é peça fundamental na comunicação empresarial — além de ser uma importante fonte de informação para os times de vendas e marketing. Por isso, a sua empresa precisa de um.

Lembre-se, apenas, de contratar um serviço de hospedagem profissional. Assim o seu site estará seguro e não terá problemas de instabilidade. E agora que você entendeu quais são os erros mais comuns na hora de criar um site, a sua empresa poderá usar essa ferramenta da melhor forma possível!

Então, se você gostou deste artigo, aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais e ajuda outras pessoas!