Desempenho do site: conheça sua importância e saiba como medir

Em um ambiente digital cada vez mais competitivo, com milhões de informações sendo publicadas diariamente, conquistar a atenção de um leitor é um dos maiores desafios das empresas — principalmente quando os algoritmos do Google se tornam mais inteligentes e escolhem os sites quase que a dedo. Por isso, fique atento ao desempenho do site da sua empresa. A seguir, confira algumas ideias para deixar a sua página perfeita para ser ranqueada!

Como o Google escolhe os sites das primeiras posições?

Um dos fatores importantes para esses algoritmos é a velocidade de carregamento da página. Isso porque o Google — e até mesmo os demais motores — prezam pela experiência do usuário, e o tempo de espera para visualizar o conteúdo buscado é um fator que está diretamente ligado a essa questão. 

O mobile e o carregamento da página

Com a utilização do mobile crescendo exponencialmente em todo o mundo, a questão se torna ainda mais latente. No Brasil, os serviços de internet móvel ainda não são os mais adequados para o carregamento de páginas mais pesadas, e é preciso refletir bastante sobre essa questão.

Contudo, antes de pensar em aparecer nos primeiros lugares dos buscadores, pense na experiência do seu público. A própria gigante Google indica: não crie conteúdo para algoritmos, crie para os próprios usuários e você será ranqueado.

Como a velocidade é importante para o desempenho do site?

Para ir de encontro com essa ideia, os principais motores de busca penalizam cada vez mais aqueles sites que têm carregamento demorado. Assim como esses buscadores analisam taxas de rejeição, alinhamento do conteúdo com a palavra-chave buscada, entre outras questões, eles também focam no carregamento da página.

Por esse motivo, a principal importância é que, com uma boa velocidade de carregamento, a probabilidade de o seu site alcançar o topo dos primeiros lugares aumenta consideravelmente. 

Como avaliar o desempenho do site quanto à velocidade?

Entenda o tempo ideal para o carregamento

De acordo com o Pingdom, o tempo ideal de carregamento de um site é de 5 segundos. No entanto, segundo o vídeo do Google Site, o limite para a velocidade é de apenas 2 segundos. 

Utilize ferramentas

PageSpeed do Google

Ferramentas como o PageSpeed do Google analisam o site da sua empresa e ainda oferecem uma série de soluções práticas para otimizar a velocidade de carregamento da sua página.

O serviço é gratuito e de fácil acesso. Para utilizá-lo, basta acessar este site, incluir sua URL e aguardar a análise automatizada.

Um ponto positivo da ferramenta é que ela realiza análises considerando tanto a experiência mobile quanto a desktop. Essa questão é fundamental para entender as diferenças entre a experiência do usuário em cada uma das plataformas. 

Ferramenta de SEO do Neil Patel

Uma segunda ferramenta que pode lhe ajudar nessa questão é a de SEO do Neil Patel. Também gratuita, ela analisa não apenas a velocidade de carregamento de seu site, como também outros atributos que influenciam diretamente no ranqueamento do mesmo. 

Aqui, as instruções para utilização também são bastante simples: basta colocar o domínio do seu site na página e aguardar a análise completa. 

Realize testes reais

Teste o seu site no desktop utilizando uma boa conexão Wi-Fi e depois repita o processo em um dispositivo mobile por meio da internet móvel. Percorra alguns locais em que o serviço de 3G/4G pode ser precário e submeta seu site novamente ao processo. 

Por fim, analise o tempo de carregamento e compare com os indicados como ideal — pelo menos de até 5 segundos, como citado.

Qual a relação entre hospedagem e desempenho do site?

Antes de nos aprofundarmos no assunto, é ideal explicar primeiramente o conceito de hospedagem. Para entender do que se trata, já parou para pensar em como as pessoas conseguem acessar o seu site 24h de qualquer lugar com conexão à internet? 

Isso acontece porque existem computadores poderosos que estão ligados intermitentemente e que guardam todas as informações da sua página para que ela possa ser acessada. 

Essa questão pode acabar levando você a pensar que o seu próprio computador pode guardar o seu site e que, dessa forma, você não precisa investir em uma hospedagem, certo? Bom, confirmamos que isso nem de longe é uma boa ideia. 

Uma boa hospedagem terceirizada possui suporte especializado e computadores monstruosos para oferecer toda a qualidade de acesso à sua página. Já os computadores montados para uso doméstico desgastam facilmente com o uso constante. 

Além disso, se você optasse por utilizar o seu próprio computador como servidor, precisaria deixá-lo ligado de forma intermitente, mantê-lo conectado, instalar determinados programas para as páginas web funcionarem, possuir IP dedicado junto a uma operadora de telecomunicações, entre outros fatores complexos. Todavia, ainda assim, existiriam grandes possibilidades da sua página sair do ar a qualquer momento. 

Como escolher o servidor perfeito para a sua página?

Isso tudo não significa que você precisa investir no primeiro servidor que aparecer em sua porta. Muito pelo contrário! Existem diversas opções no mercado — e você precisa analisar quais são as especificidades de seu site para, assim, encontrar a solução mais adequada. Para encontrar a hospedagem perfeita, siga os seguintes passos:

  • analise a quantidade de espaço que o seu site precisa;
  • verifique as possibilidades de tráfego de dados;
  • analise se o servidor é compartilhado, na nuvem, dedicado ou se é VPS;
  • verifique se é Linux (Recomendado) ou Windows;
  • analise se é necessário e-mail personalizado e se o plano cobre essa questão;
  • verifique se há domínio customizado incluso;
  • analise os benefícios extras.

A escolha de uma boa hospedagem para o seu site influencia diretamente em sua velocidade de carregamento. Por isso, é muito importante que se escolha o servidor ideal — afinal, imagine submeter a sua página por todos os processos anteriores (mas com a hospedagem inadequada), ser penalizado pelos motores de busca e acabar perdendo tráfego orgânico? Você definitivamente não quer que isso aconteça, certo?

Para ficar atento a essas questões e continuar por dentro de mais conteúdos sobre o assunto, que tal assinar agora mesmo a nossa newsletter? Assim, você receberá em sua caixa de entrada tudo o que precisa saber para estar ranqueado nos primeiros lugares dos motores de busca!