Hospedagem Compartilhada: O que é?

Entenda os conceitos básicos desse produto e como ele se aplica na prática

No princípio da Internet, hospedar ou colocar qualquer tipo de conteúdo disponível para algum nível de acesso, exigia conhecimento e investimento que não estavam ao alcance da maioria das pessoas e até mesmo de algumas empresas. Exigia-se um servidor, um link, infraestrutura de rede, um IP dedicado, licenças de sistemas e o conhecimento técnico para integrar e fazer funcionar tudo. O custo disso era da ordem de milhares de reais! Eventualmente foram surgindo alguns serviços gratuitos, com muitas limitações em relação ao se podia hospedar, com um desempenho que muitas vezes era comprometido pela natureza gratuita e sem suporte algum.

Passados vários anos, os requisitos para se hospedar algo, ainda são os mesmos, mas a acessibilidade em termos de custo, é outra. Com um investimento diário da ordem de centavos, um profisional liberal, uma empresa ou mesmo uma pessoa física, têm seu site, suas contas de e-mail, aplicações, bancos de dados, todos presentes na Internet, 24 horas por dia, 7 dias por semana. O que mudou? O surgimento do que o mercado conhece como hospedagem compartilhada e que representa o serviço consumido por 99% de todos os sites existentes no mundo.

Há cerca de duas décadas, quando os pioneiros - verdadeiros desbravadores da nova tecnologia - da Internet começaram a implementar os primeiros serviços para as grandes corporações, identificaram que muitas vezes toda aquela infraestrutura e investimento feitos, ficavam a maior parte do tempo ociosos, afinal na época a Internet apenas engatinhava. As pessoas nem bem conheciam o termo e seu uso era muito restrito. Então veio a idéia: Porque não "alugar" parte daquela infraestrutura que não era toda utilizada, para quem também tinha interesse em explorar as novas possibilidades que surgiam, mas não tinham nem o know-how, nem o capital para fazê-lo? E assim, foi graças ao modelo de hospedagem compartilhada idealizado, que a Internet comercial foi um sucesso e disseminou-se globalmente, possibilitando que ela se desenvolvesse até o ponto que conhecemos hoje.

Basicamente tal modelo consiste em criar contas para cada domínio hospedado em um servidor de grande capacidade computacional (elevados níveis de processamento, memória e armazenamento), no qual estão presentes todos os serviços que uma hospedagem típica costuma oferecer: sites, contas de e-mail, FTP, bancos de dados, etc. Tal servidor é inserido em uma infraestrutura com vários outros servidores, interconectados por meio de redes locais e destas à outras externas, usando roteadores e switches. Outros detalhes que incluem firewalls, sistemas de refrigeração, segurança, energia, tudo isso acomodado em salas com controle de acesso e sob forte esquema de vigilância e segurança, acaba por compor o que se conhece como datacenter.

Um usuário hospedado em um servidor compartilhado, dispõe em sua conta de todos estes serviços, além de outros, os quais são usados conjuntamente com todos os demais usuários, de maneira análoga a um morador de um prédio de apartamentos que compartilha de tudo que o condomínio oferece (elevador, salão de festas, quadras, piscinas, sala de jogos, etc). Ou seja, hospedar um domínio em regime compartilhado, significa usufruir de uma gama imensa de serviços e infraestrutura, que possibilitarão que se tenha um site, contas de e-mail, aplicações online ou o que se imagine em termos de serviços Web, a um custo muito baixo.

Da mesma forma que ocorre na analogia do condomínio, em um servidor compartilhado existem regras e limites para utilização dos recursos comuns, as quais visam que todos os usuários tenham disponibilidade de recursos (acesso aos sites, envio e recebimento de e-mails, consultas aos bancos de dados, etc) e façam um uso igualitário disso, tanto quanto possível. Para tanto, em um servidor são instalados sistemas que controlam e limitam o uso por parte de cada conta e são estabelecidas e divulgadas políticas para que todos conheçam os limites de utilização do serviço.

Assim, o intricado universo que está associado à Internet e que ela oferece a cada um de nós e que também já não imaginamos ser possível viver sem, existe como o conhecemos, graças ao modelo de hospedagem compartilhado disponibilizado por empresas como a HostMidia.

Últimos relacionados

Saiba como a presença online pode ajudar seu negócio crescer

Veja como estar na web pode ajudar seu negócio a crescer

Mitos em torno das novas extensões de domínios

Tipos, o que dizem sobre o seu site, como otimizá-las e como podem te ajudar

Plágio de conteúdos

Quando a sua dedicação para produzir algo autoral inspira o vizinho e sua obra é utilizada