O que é data center? Por que são tão importantes?

É difícil – senão impossível – imaginar boa parte do que temos nos dias de hoje em termos de muitos serviços e tecnologias, se eles não existissem. É possível até que houvesse alguma alternativa, mas é indiscutível que se de uma hora para outra acabassem com todos, o mundo literalmente pararia. Estamos falando dos datacenters! Se você não tem uma noção precisa do que é um datacenter e qual sua importância, logo mais saberá que não é exagero nossa afirmação!

O que é um datacenter?

Vamos direto ao ponto! Um datacenter consiste de uma edificação, a qual em muitos casos é construída com o objetivo de abrigar uma infraestrutura com muitas redes de computadores. Simplificando, muitos dirão que é um prédio repleto de computadores por todos os lados. Não estão errados, mas não completamente certos.

Dada a importância que os datacenters têm nos dias atuais – e que você logo vai entender –, até a escolha da localização onde serão construídos, é importante. Quando possível, opta-se por um lugar menos suscetível a problemas geológicos, como terremotos, ou climáticos, como furacões.

Há até mesmo datacenters subterrâneos ou que utilizam bunkers abandonados da época da Guerra Fria, uma vez que são construções projetadas para resistir a bombardeios. Sim, a segurança e integridade física do prédio que abriga um datacenter, é um fator relevante.

Mas a localização, também tem relação com outros fatores, como o acesso a duas ou mais redes de energia independentes, tantas redes de dados ou links quanto estiverem disponíveis, proximidade com grandes centros e/ou metrópoles.

Internamente esses prédios são construídos para atender as necessidades de operação que um datacenter requer, como:

  • Piso elevado e que constitui de uma estrutura móvel e modular, capaz de suportar acima dele, elevadas cargas representadas pelos equipamentos (racks, servidores, etc) e abaixo, acomodar dutos de cabeamento de dados e energia elétrica e circulação de ar resfriado para manter a temperatura interna do datacenter sempre dentro de limites rígidos, pois um servidor gera quantidade significativa de calor e deve operar preferencialmente abaixo de um determinado patamar;

  • Fornecimento de energia de modo ininterrupto, bem como sistemas que garantam que em caso de falha, um segundo sistema entre imediatamente em operação assumindo o lugar do principal. Sendo assim, é comum estar ligado a dois ou mais redes elétricas, contar com geradores, baterias, nobreaks e todo tipo de tecnologia capaz de garantir que nunca falte energia no prédio;

  • Infraestrutura para instalação de redes de dados, as quais conectam-se ao mundo através de links, semelhantes ao que você utiliza para acessar a Internet a partir da sua casa, porém com velocidades muito superiores e capazes de trafegar volumes de informação milhares de vezes superiores;

  • Isolamento físico de áreas críticas e sensíveis onde os dados são produzidos e/ou armazenados, com controles de acesso extremamente rígidos.

  • Sistemas de segurança, como a adoção de tecnologias de detecção e combate a incêndios, por liberação de gases que extinguem qualquer chama ou mesmo um mínimo foco, de modo imediato;

  • Área com um amplo conjunto de materiais para manutenção e reposição de todo o hardware utilizado, bem como de equipamentos necessários ao suporte da infraestrutura;

  • Câmeras de vigilância, portas e vidros blindados, gaiolas e grades, verificação biométrica e mais uma série de dispositivos e estruturas destinadas a segurança física do ambiente, garantem que o prédio como um todo está tão seguro quanto é possível estar.

Há muito mais coisas dentro de um datacenter, mas isso é o mais importante, se é que se pode dizer que alguma coisa não seja. Afinal, tudo começando pela escolha dos fornecedores, materiais, tecnologias envolvidas e como tudo se relaciona e se conecta, tem como objetivo eficácia máxima.

Tudo isso porque um datacenter não pode parar nunca e porque a informação nele contida tem valor que muitas vezes é incalculável.

Ou seja, um datacenter é basicamente um prédio que é projetado e construído para acomodar milhares de servidores, interligados em redes que se comunicam com o mundo e com a Internet. Há neles tecnologias e infraestrutura com o objetivo produzir, receber, processar e armazenar volumes imensos de dados e com a garantia de funcionamento 24 horas, 7 dias por semana, 365 dias no ano!

Por que os datancenters são importantes?

Toda essa estrutura que descrevemos anteriormente, faz supor que os datacenters são importantes. Poderíamos apresentar algumas estatísticas e dados que sugerem sua importância, mas objetivamente mostrar algumas das várias situações que você usa um, é um bom meio de mostrar porque isso tudo não pode parar nunca.

Não é exagero dizer que a Internet que você acessa diariamente para ver notícias, acessar suas redes sociais, ver um vídeo, jogar, comprar, fazer download ou qualquer outra coisa, só pode existir nas proporções que temos hoje, graças aos datacenters.

O Google, que você usa para muita coisa, tem alguns. A Amazon, também tem. A Microsoft tem. Muitas das empresas que representam nomes importantes na Internet, têm datacenters ou utilizam serviços de datacenters. A estrutura de várias redes interligadas e que se comunicam, trocando dados e que é a Internet, depende de datacenters.

Os servidores que estão dentro dos datacenters e que não podem parar nunca, são os responsáveis por armazenar os dados, processar as suas buscas no Google ou no Bing e entregar o resultado que você vê na tela do seu notebook ou smartphone.

Os vídeos que você assiste no Netflix, no Youtube ou no Facebook, estão armazenados em servidores espalhados em datacenters em todos os continentes.

Os pagamentos que você faz no aplicativo do seu banco, a consulta de saldo e do extrato, a transferência ou aplicação, rodam integrados a serviços executados em servidores hospedados em datacenters. É assim também quando você baixa um app para seu smartphone ou extensão do seu navegador, incluindo o do próprio banco, o qual chega ao seu aparelho, vindo de um servidor localizado em um datacenter, em algum lugar do planeta.

A Internet das coisas (IoT), faz uso de datacenters, para por exemplo, para armazenar as imagens do circuito interno de TV da sua empresa ou da câmera de vigilância do condomínio ou mesmo da câmera IP no quarto do seu filho.

Todos os sites de clientes de todas as empresas de hospedagem de sites e, portanto, do mundo, estão em datacenters. Portanto, só é possível que você acesse o seu blog favorito, ou o site institucional de um fornecedor, receba e envie e-mails, porque existem servidores fornecendo todos estes serviços, a partir de um datacenter.

Quando você envia as fotos da viagem de férias com a família para um serviço de armazenamento em nuvem, seja o Google Drive, Dropbox ou iCloud, você está confiando estas incríveis memórias, a um serviço cloud que só é acessível e pode existir, graças ao datacenter.

E você só tem acesso a tudo isso, porque o serviço de acesso à Internet que você utiliza, usa tecnologias e tem infraestrutura que chega até sua casa, mas que está conectada na outra ponta do fio, em um datacenter.

Há datacenters com 10000, 20000, 50000 servidores e até mais que isso, como é o caso deste datacenter do Google, na cidade de The Dalles. São volumes assombrosos de máquinas conectadas por kilometros de fios que dão várias voltadas na Terra, interligando-se até por cabos submarinos entre os continentes, para garantir que tudo isso que você faz e vê na palma de sua mão ou na ponta dos seus dedos, funcione a um simples clique ou toque.

É preciso dar mais razões para justificar a importância de um datacenter? Entendeu por que se eles acabassem hoje, o mundo como conhecemos, não existiria?

Conclusão

Um datacenter é uma construção projetada e constituída para abrigar de modo bastante seguro, infraestrutura para funcionamento ininterrupto de redes de servidores capazes de processar, armazenar, receber e fornecer dados de diversas naturezas e com os mais variados propósitos. Boa parte dos serviços e tecnologias de que dispomos na atualidade, só existem graças ao funcionamento de toda esta infraestrutura que representa um datacenter.