O que é Tecnologia?

Há palavras que usamos quotidianamente de tal maneira, que inconscientemente já se supõe dominar seu significado. Tecnologia é um exemplo clássico desse comportamento, mas de fato todos sabem o que é? Muitos dirão sem hesitação que sim. Mas para estes, devolvemos a pergunta: O que é tecnologia?

O objetivo deste artigo, é de estimular uma reflexão a respeito da abrangência da tecnologia e seu papel, visto que invariavelmente o termo vem sendo empregado de modo um tanto quanto restritivo.

Etimologia de tecnologia

A palavra tecnologia é uma palavra formada por outras duas palavras de origem grega. A primeira, é técnica, que assume o significado da arte ou da maneira de conduzir uma ação ou um conjunto delas. Em um enfoque mais básico, são os procedimentos para se fazer algo. A segunda, é logia, que deriva de logos, que é o estudo de algo.

Assim, técnica é o domínio do conjunto de conhecimentos que é necessário para executar algo. Costuma-se dizer que o violinista ou o guitarrista têm técnica, quando ambos dominam ou têm o conjunto de habilidades necessárias para tocar bem seus instrumentos.

Há técnica para muitas coisas, que vão do bom desempenho no preparo de um prato em gastronomia, passando pelo marceneiro que constrói um móvel e culminando no artista plástico que sabe como combinar tintas, pincéis e demais instrumentos, para produzir uma obra de arte.

De modo complementar, logia refere-se ao estudo das técnicas, quando referimo-nos à palavra tecnologia. De modo análogo, toda vez que é empregada como sufixo, refere-se ao estudo daquilo que o prefixo significa, como no caso de biologia, que é o estudo da vida, visto que bio é a palavra para vida.

O que é tecnologia?

A etimologia da palavra já dá pistas suficientemente boas do que é tecnologia, mas vamos ampliar o conceito, para que possamos extender o seu alcance e os benefícios que ela pode proporcionar na vida das pessoas.

Não é errado dizer que o smartphone que você carrega no bolso ou bolsa, é um aparelho tecnológico. Também não é errado pensar no notebook, na smart TV, no servidor que hospeda o seu site, ou ainda em uma série de gadgets eletrônicos que povoam nossas casas, escritórios, lojas e feiras de tecnologia, como legítimos representantes da tecnologia.

A questão é a limitação a qual o termo vem sendo associado. Invariavelmente a palavra tecnologia vem sendo utilizada quando se pensa em avanços no segmento de eletrônica e computação, onde de fato há muita tecnologia embutida em cada componente que faz parte dos aparelhos e muitas vezes dos programas.

Isso fica mais evidente quando acessamos um portal na Internet e clicamos sobre a seção de tecnologia e tudo o que encontramos, são notícias relacionadas a aparelhos eletrônicos, jogos e eventualmente algum programa ou sistema.

Mas tecnologia não é só isso! Tecnologia não é sinônimo de avanços em aparelhos eletroeletrônicos e jogos ou programas de computador.

Você para o seu carro no posto de gasolina para abastecer e o que possibilita que se encha o tanque, é resultado da tecnologia para extrair o petróleo das profundezas do oceano ou de várias camadas no subsolo, do emprego de outra tecnologia para refiná-lo resultando em uma série de subprodutos, do qual a gasolina é apenas um e ainda uma terceira que faz o combustível ir do reservatório ao tanque através da bomba.

Quando dá a partida para sair do posto, há muita tecnologia no motor que faz o veículo andar, nos freios que o fazem parar, nos pneus que rolam sobre o asfalto, este que é fruto também da tecnologia e de outro subproduto do petróleo.

E eis que ao chegar em casa e subir pelo elevador até seu apartamento, a tecnologia permite que você não tenha que usar as escadas. Já dentro dela e ao abrir a torneira para matar sua sede, mais um conjunto de tecnologias permitiu que de lá saísse água potável. Ao sentar-se à mesa, o prato de arroz com feijão, é repleto de tecnologias para produção dos grãos e o seu preparo.

E até quando você termina o seu dia, veste tecnologia, deita-se sobre tecnologia e cobre-se com tecnologia. Há tecnologia na produção dos tecidos do pijama, no colchão e no cobertor..

Enfim, somos circundados por tecnologias que permitem a criação de boa parte de tudo que consumimos, sejam eles bens duráveis ou não.

A tecnologia e seus papeis

Depois de tudo isso, não resta dúvida que a tecnologia vai bem além do setor de eletrônicos do supermercado ou da loja virtual na Internet. Mas ela não tem apenas o papel de estudar os meios para se produzir objetos com bons resultados e que fazem parte do nosso dia a dia.

A tecnologia tem também papel social, científico, educacional, cultural, sanitário. Ela está presente ou viabiliza uma ampla gama de situações e estende seus braços por várias áreas.

Por meio de estudo e pesquisa científicos, conduzidos em universidades como USP e Unicamp, institutos como o Butantan, fundações como a Fiocruz e até mesmo na indústria, que ocorre o desenvolvimento de medicamentos, vacinas e outros produtos da indústria farmacêutica, que são repletos de tecnologias.

É por aplicar a tecnologia, que é possível dar uma nova perspectiva econômica e por consequência social, ao semiárido no Nordeste brasileiro, através da irrigação por poços artesianos, permitindo a agricultura familiar, de subsistência ou mesmo para comercialização, usando tecnologia desenvolvida em uma das muitas unidades das Embrapas.

Também graças a tecnologia, que é possível transportar de modo seguro desde outro continente, obras de Van Gogh para exposição na Pinacoteca de São Paulo, ou ir ao Planetário e conhecer como é constituído o nosso sistema solar ou ainda ir ao Museu da Imagem e do Som e fazer um passeio pela história de décadas de imagens e sons produzidos pelo homem.

E se você quer fugir de tudo isso e quer apenas voltar ao passado, quando a tecnologia ainda não estava tão intrincada em nossas vidas e resolve apenas ler um livro impresso em papel, como era tão comum há não tanto tempo, saiba que no papel, na tinta, na impressão e na encadernação deste livro, há muita tecnologia!

Conclusão

A tecnologia, que é o estudo dos conhecimentos e/ou habilidades necessários para se fazer algo, constitui mais do que um simples sinônimo dos avanços em uma determinada área, como por exemplo, eletrônica. A tecnologia consiste dos conhecimentos adquiridos para se fazer coisas e produzir resultados em diversas áreas, como a científica, cultural e até mesmo social, melhorando a vida das pessoas e da sociedade como um todo.