Saiba como escolher um tema WordPress para o seu site

Deseja fazer o seu negócio crescer? Quer dar mais visibilidade à sua marca, atrair novos clientes e se destacar perante a concorrência? Sabe que para isso ser possível será preciso investir em marketing e ter um bom site próprio, mas não sabe ainda por onde começar?

Então esse é o seu lugar, pois, aqui, nós mostraremos como escolher um tema WordPress. É importante compreender, antes de qualquer coisa, que o WordPress é o CMS (Content Management System, ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdo) mais popular do mundo, amplamente utilizado para a criação de websites dos mais variados tipos de serviço.

Quanto aos temas, também chamados de templates, eles nada mais são do que a sua estrutura visual. São eles que determinam como serão organizados e apresentados os menus, as imagens, os vídeos, os textos e o rodapé, por exemplo. 

De qualquer forma, este artigo foi preparado para abordar os principais pontos referentes à seleção de uma tema WordPress. Você verá quais são os critérios a analisar antes de fazer a sua escolha. Por isso, não perca essa leitura. Vamos lá?

Pago x gratuito

Para começar, nada mais justo do que apresentarmos as diferenças entre os temas pagos (premium) e gratuitos. Isso é importante porque, normalmente, essa é a primeira dúvida que se tem — a de entender qual das possibilidades é a melhor.

Quanto a isso, o ponto a destacar é que existem boas e más opções para as duas variantes. Entretanto, de um modo geral, os templates pagos terão não apenas um maior número de funcionalidades, como também serão melhores. Pode-se dizer que os temas premium são criados com mais cuidado e atenção, envolvendo estudos mais aprofundados no que se refere aos recursos para web. 

Outra questão a ressaltar sobre eles é que, pelo fato de estar pagando por um produto, você terá um suporte rápido e eficiente. É claro que, para isso, você deve optar por um fornecedor que tenha boas recomendações. Esse serviço de atendimento possibilitará a conversa com os desenvolvedores para a resolução das eventuais complexidades na implantação do seu tema WordPress. 

Já nos templates gratuitos, você não terá esse benefício, pois, geralmente, eles são desenvolvidos por paixão e diversão, e não como uma atividade de negócio. Em resumo, não há nada que caracterize uma relação "cliente x desenvolvedor", excluindo todas as obrigações que o segundo teria para com o primeiro. 

Por isso, se você estiver procurando algo completo e mais interessante, a dica é simples: opte por um tema pago. 

Customização

Customizar um site "manualmente" é algo que exige um conhecimento específico em HTML, CSS e PHP, o que você não tem, certo? Pois é por esse motivo que a segunda observação a se fazer ao escolher um tema WordPress é a sua customização. 

Considerando que você comprou um template, os conhecimentos acima descritos não serão necessários, já que tudo poderá ser feito sem a exigência de tais capacidades. Porém, o que você deve avaliar, nesse caso, são os níveis de personalização, isto é, verificar quais são os recursos e integrações que você terá a seu favor.

Observe, por exemplo, as configurações de layout, as maneiras de disponibilizar as fotos e os vídeos, os locais para a logo e o nome da sua empresa, o posicionamento dos menus etc. 

Além disso, não se esqueça de utilizar um template que seja descrito como "SEO friendly". Procure por essa descrição em suas próprias características, porque ela indica que as customizações serão bem aceitas pelos motores de busca, especialmente o Google.

Usabilidade

A usabilidade não pode ficar de fora da sua análise em hipótese alguma. Embora não seja possível testá-la por completo antes de adquirir a solução, faça isso nos sites em que ela está sendo utilizada. 

Ao pesquisar os templates, olhe quem o utiliza e acesse as suas páginas web. Ao acessá-las, teste absolutamente tudo o que vier à sua mente. Essa é uma ótima maneira de saber o que funciona ou não. 

No entanto, não se atenha somente a um único website, mas verifique vários. E o motivo disso? A resposta é: porque os erros e problemas podem ser um descuido dos responsáveis pela sua manutenção, e não propriamente do tema em si. 

Velocidade

A velocidade de navegação é também muito relevante. Atente-se a isso também, aproveitando para fazer os testes de rapidez nos mesmos momentos em que você estiver testando a usabilidade.

Veja o tempo de carregamento das páginas, do zoom das fotos e de qualquer outro tipo de solicitação que possa estar envolvida nos sites. Contudo, mais uma vez, averigue o máximo de opções, pois a lentidão de processamento pode ser fruto de imagens e arquivos pesados.

Segurança

Aspecto de extrema importância e que merece todo o destaque, a segurança também deve ser avaliada ao escolher um tema WordPress. Engana-se quem pensa que esse mercado não é concorrido. Pelo contrário, ele é forte e muito disputado, afinal, são milhões de websites em todo o mundo!

Isso faz com que alguns desenvolvedores não utilizem as soluções mais seguras e adequadas para a criação dos templates. Seja qual for a razão, (usualmente para ganhar no preço e aumentar a competitividade), essa "prática" pode pôr o seu site em xeque.

Apesar de não poder determinar se o desenvolvimento seguiu as melhores práticas, adquira o seu tema de fontes confiáveis e que prezam pela segurança, como:

Responsividade

Por último, certifique-se de que o template seja totalmente responsivo. Tenha em mente que a responsividade do site é, atualmente, um dos fatores mais importantes para o sucesso na internet. 

E é fácil de entender o porquê, visto que essa característica é nada mais nada menos do que a qualidade de adaptação das suas páginas web para os dispositivos móveis. Sabe aqueles sites que não "encaixam" direito quando acessados pelos tablets e smartphones?

Então, esses são sites que foram construídos com temas não responsivos. Não cometa o mesmo erro, garantindo 100% de responsividade.

Para concluir, lembre-se de que o seu tema WordPress será a sua vitrine na internet e o meio pelo qual você vai expor o seu negócio. Portanto, capriche na sua escolha!

Esperamos que este artigo tenha sido útil. Se sim, o compartilhe em suas redes sociais e nos ajude a espalhar essas informações!