7 dicas para melhorar a segurança do seu site

A tecnologia nos abriu um novo horizonte com novas oportunidades de negócio e maneiras de se comunicar, e, com o advento da internet se difundindo cada vez mais, muitos clientes procuram por produtos online. Com o fluxo cada vez maior de consumidores você deve dar uma atenção especial à segurança do site, para continuar fazendo negócios sem se preocupar.

Existem, hoje, muitas facilidades para o empreendedor que deseja iniciar um negócio na internet, ao hospedar seu site, porém todas as oportunidades trazidas pela web vêm com algumas vulnerabilidades que devem ser prevenidas, pois podem gerar uma série de prejuízos para as empresas.

Neste post reunimos algumas dicas importantes para que você possa trabalhar a segurança de seu site, assim como falaremos um pouco sobre as consequências de uma invasão. Acompanhe e boa leitura!

Consequências das fraudes

Os golpes utilizando cartões de crédito e débito são uma inegável realidade atualmente. Os atacantes costumam roubar dados de cartão de pessoas físicas e utilizam estas informações para realizar compras de produtos e serviços online.

Quando a fraude é constatada, a empresa deve estornar a pessoa que teve suas informações utilizadas sem consentimento e acaba por ficar no prejuízo, uma vez que não tem maneiras de encontrar o fraudador.

Esse tipo de situação pode comprometer um negócio que esteja ainda em fase de maturação, uma vez que as taxas, multas e valores de estorno podem ser um tanto quanto pesados para uma empresa jovem.

Além dos prejuízos financeiros, não podemos nos esquecer da perda de confiabilidade entre o cliente e a empresa, com a criação de uma experiência negativa que vai afastar o consumidor do negócio.

Dicas de segurança do site

Para lhe ajudar a evitar prejuízos indesejáveis e imprevistos, vamos listar 7 dicas importantes para que você possa implementar uma política de segurança eficaz em seu site.

1. Crie um site por servidor
Quando você possui mais de um site e um plano de hospedagem que lhe dê direito a muito espaço, pode parecer uma boa ideia colocar todos em um mesmo servidor, porém esta é uma prática nociva à segurança.

Isso acontece, pois, se você tem uma vulnerabilidade a ser explorada em um dos sites, ao conseguir acesso ao servidor, o criminoso pode infectar os outros também, rapidamente, comprometendo todo o seu negócio.

Além do problema se espalhar por todos os seus sites, a dificuldade de realizar uma limpeza seria muito maior, já que alguns vírus podem reinfectá-los de maneira cíclica.

2. Instale um certificado SSL
Existe um tipo de ataque hacker que se baseia na captura de informações durante seu tráfego na rede. Para se proteger desta categoria de ataque, a empresa deve fazer uso de um certificado SSL, que é capaz de criptografar as comunicações do site.

Esse é o mais conhecido protocolo HTTPS e muitas pessoas só confiam em um site se ele possuir esse protocolo na cor verde no canto esquerdo do endereço do site.

3. Atualize seus sistemas
Utilizar-se de softwares desatualizados pode trazer uma série de vulnerabilidades para o seu site. Após seu lançamento, os sistemas são revisados e muitas falhas de programação, não encontradas em testes pré lançamento, são encontradas.

Esses erros podem ser utilizados por pessoas mal intencionadas, com um conhecimento específico de tecnologia, para invadir seu site, roubar ou sequestrar informações e documentos.

Grande parte dos hacks, técnicas de invasão, são realizadas com o auxílio de bots, automatização de processos que analisam todas as falhas conhecidas para verificar quais não foram corrigidas. Se você utilizar softwares desatualizados, facilitará o trabalho deles.

4. Construa senhas fortes
Atualmente um usuário possui variadas contas nas mais diversas plataformas e, por isso, costuma usar uma senha simples, repetida em todos os seus perfis para facilitar a recuperação em caso de esquecimento, porém essa atitude é uma oportunidade para os cibercriminosos.

Criar uma rotina de fortalecimento de senhas, protege seu cliente do roubo de seu password facilmente e pode ser implementado exigindo do usuário que utilize caracteres especiais, letras maiúsculas e minúsculas, números, entre outras diferenciações no momento da criação da senha.

5. Selecione com cuidado as extensões
Com a infinidade de tecnologias para criação de sites atualmente no mercado, como Joomla!, Wordpress e Drupal, a quantidade de extensões interessantes é maior ainda, porém, este tipo de aplicação pode se tornar a maior fraqueza de seu site.

Para selecionar quais extensões você pode utilizar é importante realizar uma pesquisa anteriormente, para verificar quem desenvolveu a aplicação e se existem vulnerabilidades ou problemas enfrentados por outros sites que utilizam essa extensão.

6. Faça backup
Na era da tecnologia, a informação pode ser gerada rapidamente e perdida com a mesma rapidez. Um evento natural pode colocar tudo a perder em segundos. Por isso, é crucial contar com uma rotina de backup bem estruturada.

Caso algum desastre natural ocorra, ou mesmo se seu site for vítima de algum tipo de ataque para sequestro de dados, basta que você faça a restauração por meio da cópia do backup.

É aconselhável realizar mais de um backup, rodando a rotina diariamente, se possível, e guardar cópias em locais diferentes, para se prevenir das mais diversas falhas que podem acontecer. Você pode ter backups localmente, em HDs externos e até mesmo na nuvem.

7. Fique atento às permissões
As permissões se referem a quem pode fazer o quê dentro de um site e se dividem em leitura, gravação e execução. Muitas empresas possuem um bom número de pessoas acessando seu site, mas você não quer que todas possam acessar todo o conteúdo.

Em um ambiente compartilhado via FTP é possível, por meio das permissões, conceder acesso apenas a alguns itens do site, de acordo com a pessoa que está realizando a entrada.

Já para a criação de donos, grupos e conjunto de pessoas com as mesmas permissões somente é possível em servidores VPSs e Dedicados. Distribuindo as permissões de maneira controlada, as vulnerabilidades podem ser diminuídas.

A segurança do site é uma questão primordial para o sucesso de sua empresa, não deixe de lhe prestar uma rigorosa atenção e se utilize dessas dicas para realizar essa tarefa. Compartilhe esse post em suas redes sociais e permita que mais pessoas possam ter acesso ao conteúdo aqui descrito. Até a próxima!