Como melhorar meu site?

Por que você investe na melhoria do seu restaurante, da loja de calçados, do salão de cabeleireiro, do consultório médico ou de qualquer estabelecimento comercial que atende clientes? Para dar mais conforto, prestar um melhor serviço, fazer com que os clientes sintam-se mais confortáveis, melhor atendidos, satisfeitos e tenham uma boa imagem da sua empresa, certo?

Com um site não deveria ser diferente. O que muda, é que a experiência não é presencial, mas virtual.

Um site, é entre outras coisas, uma forma da empresa ou de uma pessoa, nos casos de sites pessoais e de profissionais liberais, atender virtualmente seus visitantes. Para que eles sejam bem atendidos, assim como no mundo físico, é importante que você esteja frequentemente melhorando-o.

Por isso, no bate-papo de hoje, vamos tratar das melhorias de um site, seja ele qual for.

Por que melhorar um site?

Por conta de nossa introdução já poderíamos nos dar por satisfeitos e simplesmente admitir que é importante. Mas para que você tenha convicção, é importante listarmos as muitas razões desse ponto que muitos negligenciam.

Muita gente cria um site, cruza os braços e acredita que o trabalho está feito.

É comum nos sites que acessamos com alguma frequência, que o que vemos e usamos já fosse assim há dois anos atrás e que possivelmente ao retornarmos em um ou dois meses, ou até daqui a um ano, ainda esteja igual.

Isso tem a vantagem de que você sabe muito bem onde cada coisa está, como funciona tudo e o que há no site. Mas para por aí.

Justamente porque o site não muda, não tem novidades, não tem melhorias e as vezes nem novos conteúdos, a tendência é que você não tenha motivos para voltar. Pior ainda, é quando um site concorrente oferece algo melhor, sob qualquer ponto de vista.

Nesses casos, aqueles velhos e conhecidos sites, fiquem apenas em alguma recordação remota. Ou nem isso, o que é pior.

Não é muito diferente do mundo real e das experiências que temos nos muitos estabelecimentos comerciais que frequentamos, exceto por algumas diferenças que o mundo real e o digital apresentam.

Entre tudo o que deve motivá-lo a pensar sempre em melhorar seu site, temos as seguintes e principais razões:

Aparência do site

Assim como muitas coisas na vida, aparência pode não ser tudo, mas conta muito!

Especialmente nas situações que determinam o primeiro contato de um visitante, o que ele vê logo que entra pela primeira vez no seu site, vai contribuir em muito com o conceito que ele começará a formar sobre sua empresa, produto ou você mesmo, nos casos de sites pessoais ou de profissionais liberais.

A popular expressão “a primeira impressão é que fica”, pode ser muito verdadeira, especialmente a depender do restante da experiência que o site proporcionar.

A questão é que nem sempre você tem uma segunda oportunidade de mudar uma primeira impressão.

Em casos extremos, um visitante pode até mesmo sentir-se convidado a buscar algo mais atraente. Lembre-se que diferente do mundo real, aqui ele está a um clique de mouse de ir a milhares de outras opções que o Google ou o Bing oferecem.

Além disso, quando se observa a transformação visual dos sites ao longo dos anos, vê-se uma grande mudança, tanto por novos conceitos estéticos e tendências que mudam de tempos em tempos, como também pela necessidade de adaptação aos dispositivos móveis e as possibilidades que as tecnologias vigentes oferecem.

Um exemplo de como a tecnologia vigente pode interferir, é que já tivemos como padrão predominante sites de 640x480 DPI, exibidos em telas de 14 polegadas, passando para os de 800x600, em telas de 15”, para a seguir virem os de 1024x768 DPI, 1366x768, 1920x1080, sendo esse o que se conhece por full HD e os mais recentes e populares 4K ou ultra HD (3840x2160) e 8K (7680x4320).

Essas possibilidades – entre outras existentes – fazem com que o que se vê e como se vê, varie enormemente dependendo do dispositivo e consequentemente da tela que se tem.

O que poderia ser bom há alguns meses, hoje pode não atender mais a maioria e logo mais, virar apenas um capítulo da história.

E não é só a aparência, mas que influencia o aspecto a seguir…

Experiência na página

Nós já falamos sobre experiência na página em um artigo especialmente dedicado ao assunto e como ela influencia até mesmo no ranqueamento do Google para os sites exibidos nas SERPs (Search Engine Results Page) em meados de 2021, tamanha é sua importância.

A aparência que um site tem, é um dos fatores que contribuem para essa experiência.

Mas não fica restrita a isso.

Navegabilidade, bom funcionamento dos recursos, clareza e facilidade de encontrar o que se busca, responsividade ou mobile friendly, velocidade no carregamento da página e tudo que signifique no final da experiência, você tenha uma opinião sobre o que viveu nos momentos em que esteve naquele site.

Em outras palavras, o que você encontrou e como “foi atendido pelo site”, que nada mais é do que um atendimento da empresa na Internet, vai ser fortemente considerado quando você tiver que voltar, assim como na imagem que você está construindo da empresa.

Conteúdo do site

Esse é outro aspecto que não deixa dúvidas, ou pelo menos não deveria.

Se você já leu sobre Marketing de Conteúdo, Inbound Marketing, faz ou pensa em fazer planejamento de conteúdo, tem a certeza de que conteúdo faz parte dos pontos a serem constantemente melhorados.

Ele – conteúdo – é a principal razão para os visitantes virem a primeira vez e voltarem outras vezes.

E se já não bastasse, é só por meio de um trabalho consistente de conteúdo, que se consegue também eficiência no trabalho de SEO, o qual por sua vez é determinante para um bom ranqueamento do Google e demais mecanismos de busca.

Tecnologia

Novas tecnologias são outra justificativa importante.

A tecnologia avança a passos largos, oferecendo tanto novas possibilidades, como aperfeiçoamentos no modo de se fazer as coisas e consequentemente melhores resultados.

Assim, aplicar tecnologia para que um site funcione bem, tenha um desempenho melhor, forneça novas funcionalidades aos visitantes, seja exibido em uma ampla variedade de dispositivos, ofereça formatos variados de conteúdo, ajuda na experiência na página e consequentemente na satisfação do visitante.

E não há como fazer alguma coisa e não pensar na concorrência. Aplique a tecnologia também porque seus concorrentes o fazem.

Mas não apenas por isso. Deve também atender a um porquê e a viabilidade. Não há um porquê de um chat de atendimento em um blog. Como também não faz muito sentido se você é toda a empresa, ou seja, o presidente, o gerente, o vendedor, o porteiro e a “tia do café”, tudo ao mesmo tempo.

Não só porque os sites concorrentes têm aquele novo e interessante plugin para WordPress ou um novo formato de imagem, mas porque seus visitantes esperam que você tenha, especialmente se for útil, interessante e contribuir para uma experiência positiva.

Novidade

Mude e melhore seu site, nem que seja pela novidade.

O ser humano sempre teve como uma de suas motivações, o novo, o desconhecido, a vanguarda, especialmente nos dias atuais em que isso é sinal característico de quem é atualizado e até em conformidade com a moda.

Senão apenas pela novidade, pela curiosidade. Quantas pessoas são movidas por experimentar algo apenas porque houve alguma mudança?

Lojas que reabrem após reformas, novos modelos de carros e celulares que são lançados, entre muita coisa que passa por uma repaginação, atraem um importante contingente de curiosos e mesmo de aficionados que querem experimentar a mudança.

Vai na contramão daquelas muitas experiência tediosas, previsíveis e pouco emocionantes de ter sempre o mesmo dia após dia, ano após ano.

Posicionamento nas SERPs

Além da experiência que uma página proporciona, além de como o conteúdo contribui para o trabalho de SEO e posicionamento orgânico, a própria melhoria representa uma mudança que os mecanismos de busca “enxergam”.

Entre os muitos fatores que são considerados para indexação de conteúdo e o consequente posicionamento que cada conteúdo tem nas SERPs, o dinamismo de um site também é observado.

Sites com conteúdo – seja a informação ou a forma como ela é apresentada – que muda ao passar do tempo, tem uma avaliação diferente daqueles estáticos e, portanto, imutáveis ao longo do tempo.

Ao mudar o conteúdo e tudo que a ele está associado, automaticamente também se tem a chance de mudar a experiência da página, o desempenho do site, a taxa de rejeição, o engajamento, o tempo de permanência dos visitantes e tudo isso em maior ou menor grau, influencia no posicionamento orgânico nas SERPs.

O que melhorar no site?

Bem, agora que você está convencido de que é importante melhorar constantemente seu site e as razões do porquê fazê-lo, o próximo passo é saber o que melhorar, por mais intuitivo que possa parecer.

Em termos práticos, não há uma receita única, porque o que pode ou deve ser melhorado, pode variar de acordo com o tipo de site que você tem, as tecnologias que já utiliza tanto para criar, como para manter o site, como também o seu propósito e até mesmo a viabilidade e a possibilidade de investimento para levar tudo isso a cabo.

Assim, um site institucional dá menos margem a melhorias do que um blog empresarial. O que também não é uma regra absoluta,

Mas em linhas gerais, vamos tratar do que é mais comum e que é razoavelmente acessível à maioria.

Hospedagem de site

Lamentavelmente esse é um ponto que muitos não se importam ou não dão a importância devida, sendo que na verdade, é um dos principais fatores – hospedagem de sites.

Isso porque a depender da empresa de hospedagem escolhida e do plano de hospedagem contratado, pode-se ter muitas limitações que em alguns casos podem até mesmo impedir as melhorias ou boa parte delas.

Acha exagero? O exemplo mais clássico do quanto uma hospedagem pode interferir nas melhorias, são as plataformas online de criação e edição de sites. Isso porque muitas delas requerem mudanças que as vezes significam começar tudo do zero, ou porque oferecem limitadas opções de personalização, restritas apenas a alguns templates e recursos exclusivos. Não se pode ir além disso.

Outro ponto, é que especialmente nos casos em que o usuário é leigo, a dependência de um bom suporte técnico é fundamental para conseguir usar os recursos que muitas empresas de hospedagem fornecem.

E não para por aí. Um plano de hospedagem de hospedagem compartilhada muito básico, pode até mesmo restringir a adoção de melhorias por não suportar a demanda de recursos correspondente. Quando isso acontece, o hosting deve ser capaz de fornecer alternativas e soluções, como por exemplo, um plano de hospedagem personalizada.

Portanto, o primeiro ponto de relevância, é escolher uma empresa que seja capaz de sustentar a sua evolução.

Plataforma de desenvolvimento

Da mesma forma que a sua hospedagem pode restringir suas possibilidades de evolução, a plataforma de criação e gerenciamento do site, também.

Há hoje uma infinidade de opções de CMSs, os quais permitem criar sites os mais variados, com igualmente amplas possibilidades de recursos e funcionalidades.

Um exemplo, é o WordPress. Mas há também CMSs alternativos ao WordPress.

A grande vantagem de se usar CMSs como base de criação e gerenciamento de sites, é a variedade e quantidade de plugins existentes, que cresce sem parar, facilitando a incorporação de novos e melhores recursos, muitos temas que possibilitam dar uma nova aparência e assim melhorar um site pode ser tão fácil como dar meia dúzia de cliques.

Assim, especialmente se você está começando ou até mesmo já tem um site, mas ele ainda é pequeno, simples ou apenas é antigo e precisa receber uma boa atualização, considere seriamente mudar para uma plataforma que lhe permita administrá-lo no futuro de uma forma mais fácil e, sobretudo, não limite seu crescimento e as melhorias que forem necessárias.

Tenha em mente que optar por um bom CMS, facilita diversos aspectos, tais como segurança, desempenho, flexibilidade, escalabilidade, tempo e facilidade de manutenção, portabilidade e, portanto, as possíveis melhorias futuras são mais fáceis de promover.

Conteúdo

Não significa apenas ampliar o conteúdo, ou seja, não tem a ver apenas com o tamanho do conteúdo do site.

Lembre-se que nossa proposta é melhoria.

Revise os conteúdos periodicamente quanto a possíveis atualizações de informações que estão obsoletas, inclua produtos novos e remova os que estão fora de linha, revise textos quanto a possíveis erros gramaticais ou ortográficos, adicione informações relativas a possíveis mudanças em políticas da empresa (ex: Política de Privacidade) ou de produtos e serviços.

Os artigos no caso de blogs, sempre podem ser melhorados, especialmente os artigos mais antigos e os primeiros a serem incluídos e de quando ainda não se tinha muita experiência na condução e direcionamento do site.

Crie e mantenha um planejamento de conteúdo. Estude e implante outros tipos de conteúdo.

Estética

A estética ou aparência é importante e sua mudança ou melhoria, pode ser bastante simples e rápida, especialmente no caso de se usar um CMS e requer apenas aplicar um novo tema.

Mas além da estética com finalidade visual, preocupe-se com a estética também como função. Ou seja, as cores, as formas, as proporções e cada elemento de um site, também devem significar boa navegação, facilidade em encontrar os elementos correspondentes aos recursos, ícones intuitivos, fontes que favorecem a leitura, imagens que ilustram os assuntos abordados.

Enfim, o que se vê, mais do que simplesmente ser agradável aos olhos, deve fornecer uma experiência positiva ao visitante durante o consumo daquilo que o trouxe até o site.

Desempenho

Incluir recursos no site, tem um preço. Cada plugin instalado, cada recurso incluído, aumenta a demanda por espaço consumido na conta de hospedagem, maior alocação de memória RAM e maior processamento do servidor.

Por isso, é importante estudar os recursos que serão implementados e suas exigências. Também tenha em mente não se deve adicionar coisas só porque todo mundo têm, porque parece bacana, ou porque é novidade. Tudo deve ter um propósito e acima de tudo, deve agregar valor a quem mais importa – o visitante.

Sites precisam ter um bom desempenho por conta da satisfação do visitante e até mesmo para garantir sua permanência, como também porque isso conta na experiência da página e consequentemente, no ranqueamento nos mecanismos de busca.

Para tanto, a escolha do CMS mais adequado, bem como de um plano de hospedagem condizente e que são os nossos dois primeiros tópicos, é fundamental.

Segurança

Não dá para pensar em melhorias e não falar de segurança. Embora muitas vezes implique em melhorias que não são aparentes e, portanto, não parecem impactar diretamente no retorno que o site pode dar, é quando uma falha de segurança acontece, que se depara com os possíveis prejuízos, tanto financeiros, quanto à imagem do site.

A preocupação com a segurança na Internet, é cada vez maior.

A transformação digital, a quantidade de informação importante sobre as pessoas e sobre tudo, que é coletada e armazenada, a legislação que vem sendo criada – como a LGPD e o Marco Civil da Internet – e até mesmo o peso que o Google dá ao aspecto segurança no posicionamento de um site, dão o tom da sua importância.

Seu site não pode negligenciar isso. Adote CMSs que têm como fator chave a segurança. Instale plugins de segurança.

Leia e mantenha-se informado sobre o assunto, para saber o que é preciso fazer para manter seu site seguro diante de novas ameaças digitais que surgem frequentemente, bem como das exigências, como por exemplo, a necessária adequação de um site à LGPD.

Instale um certificado SSL ou recorra ao suporte técnico da sua hospedagem para orientá-lo como instalar um. Opte por uma empresa de hospedagem que preza por esse aspecto e lhe dá o amparo necessário.

Ouça

Ouça seu cliente, seu visitante.

Atente aos comentários que fazem no seu blog, aos e-mails que lhe enviam dando sugestões ou pedindo por algo.

Faça pesquisa! Não apenas para orientar a criação de conteúdo e das ações de Marketing Digital, mas também para saber o que pensam sobre seu site, o que você pode melhorar, o que não oferece mas que gostariam que tivesse.

Afinal, o seu site não é feito para agradar você!

Conclusão

Melhorar um site é parte do processo de manutenção do mesmo e que implica diretamente na manutenção da sua audiência. Visa proporcionar uma experiência positiva aos seus visitantes, contribuindo para seu retorno e direta e indiretamente para a sobrevivência do seu negócio na Internet.

Comentários ({{totalComentarios}})