Como ganhar dinheiro na Internet: 5 formas de ganhar trabalhando em casa

O mundo moderno, com as possibilidades que a tecnologia trouxe e particularmente a vida nas grandes cidades, fez surgir uma nova realidade em termos de trabalho e renda. Há hoje várias atividades profissionais que podem ser desenvolvidas de qualquer lugar e não exigem mais a presença física de alguém em uma empresa. É o que se convencionou chamar de home office, ou escritório em casa.

Uma das vantagens de trabalhar a partir de casa, é aproveitar o tempo economizado em deslocamentos e começar a empreender na Web ou realizar atividades que antes não podiam ser feitas por falta de tempo. As alternativas que possibilitam o desenvolvimento do trabalho em regime de home office, significam para muitos a melhora na qualidade de vida, saúde, flexibilidade, autonomia, entre outros aspectos.

Muitas pessoas usam esse meio de trabalho para garantir uma renda extra. Em outros casos, a atividade online deixa de ser apenas uma forma de renda complementar e torna-se a principal fonte de renda da família.

E é essa abordagem nova, com suas vantagens, que vamos trazer aqui, apresentando alternativas que têm conquistado cada vez mais adeptos, porque se mostram como consistentes alternativas profissionais, conciliando flexibilidade e boas condições de retorno financeiro.

Mas antes de começar, é preciso ter em mente que o trabalho em casa, é um grande benefício, trás muitas vantagens, mas é como qualquer outro trabalho no qual você precisa se dedicar bastante, ter muita disciplina e não desistir diante de algumas dificuldades que podem surgir.

O que tomar cuidado

Antes de mais nada, é importante fazer um alerta. Não existe fórmula mágica para se ganhar dinheiro! Desconfie de tudo que pareça muito fácil e que trouxer a promessa de torná-lo milionário da noite para o dia. Isso não existe!

Tenha em mente que para obter resultados, exige-se trabalho, dedicação, seriedade, responsabilidade, disciplina e comprometimento, como toda forma de atividade profissional convencional existente há séculos. A única diferença em relação aos meios tradicionais, é a possibilidade de atuar profissionalmente em caráter alternativo.

Inclusive, 10 em cada 10 profissionais são categóricos em afirmar, que a possibilidade de trabalhar em casa deve ser encarada com cuidados que se não forem levados a sério, podem comprometer severamente os resultados. Não confundir as vantagens que a prática proporciona, com falta de regras. Elas devem continuar a existir:

  • Tenha o local e sua mesa de trabalho organizados;
  • Sua área de trabalho deve ser em uma área da residência em que não seja incomodado e não incomode as outras pessoas. Você precisa de tranquilidade e concentração para fazer seu trabalho;
  • Seja criterioso em relação ao cumprimento de horários. Deve haver horários definidos para iniciar, pausas e término, da mesma forma que ocorre se fosse a uma unidade da empresa;
  • Evite fazer coisas que não faria se estivesse em um escritório, como “visitas” frequentes a geladeira, televisão ligada, música ambiente, etc. Exceções devem ser tratadas como tal, do contrário viram regra e acabam com uma rotina profissional;
  • Comporte-se e pense como se estivesse na sede da empresa. Muitos resultados dependem de sua postura.

As atividades que você pode fazer de casa

Chegou a hora de decidir o que fazer. As alternativas que apresentamos a seguir, estão em uma sequência aleatória. Nenhuma é teoricamente melhor ou mais promissora que as demais. Também não são as únicas possibilidades, mas as que exigem menos requisitos para começar e, portanto, mais fáceis inicialmente.

Os resultados obtidos através de cada opção feita, dependerão exclusivamente de você. Boa escolha e bom trabalho!

Criar um blog

Não necessariamente um blog, mas algum tipo de site na Internet no qual você irá abordar um assunto que conheça bem e que pode ser interessante para muitas pessoas. Há exemplos de muitos blogs que têm uma visitação de dezenas de milhares de pessoas mensalmente e por isso acabam se tornando atrativos comercialmente.

A partir do momento em que você consegue ter um conteúdo atraente, que garanta uma boa visitação e ainda boas perspectivas de crescimento, seu blog / site passa a ser um canal de divulgação publicitária interessante para empresas com produtos e serviços relacionados ao tema do seu blog. Portanto, um blog de gastronomia, pode atrair anunciantes de panelas ou temperos. A isso chama-se monetização, que é obter retorno monetário com base no seu conteúdo.

É um tipo de trabalho que exige um investimento financeiro mínimo, visto que tudo que precisa é de um domínio, um plano de hospedagem, um pouco de conhecimento técnico para aprender sobre a plataforma do blog, escolher como ele será visualmente e tempo para começar a criar o conteúdo.

Também tempo será necessário até você conseguir ter um conteúdo considerável, um bom número de visitantes e consequentemente a publicidade lhe prover uma boa renda. No entanto, quando se atinge este patamar, é comum encontrar pessoas que obtém rendas de 4 e até 5 dígitos. Portanto, um trabalho consistente e paciência, pode ser muito recompensador.

Criar um Vlog

A ideia é muito semelhante ao blog, mas a diferença é o formato do conteúdo. Se no blog você tem essencialmente texto e imagens para apresentar o seu conteúdo, no vlog, você terá vídeos. Sim, porque um vlog, é um vídeo blog e daí o seu nome.

Há algumas grandes vantagens em relação aos vlogs. Uma das principais, é a plataforma. Há muitas, mas sem dúvida a mais conhecida e por isso também a mais usada, é o YouTube. Criar um canal no YouTube e começar a produzir vídeos e publicar na plataforma é simples, rápido e há muitos vídeos dos “youtubers” ensinando como fazê-lo.

Se você é novo nisso e não sabe, “youtuber” é como são chamadas as pessoas que têm canais no YouTube. Apesar de ter pouco mais de 10 anos, o serviço de vídeos na Internet já tem um bom número de pessoas que vivem exclusivamente de produzirem conteúdo e exibirem-no em seus canais. Já há até alguns milionários, graças ao grande volume de pessoas que visualizam seus vídeos.

A monetização neste caso, pode vir do próprio YouTube que paga os donos dos canais com base no número de visualizações que cada vídeo tem ao longo de um mês, bem como de inserções comerciais feitas pelo próprio YouTube, e também no caso de vídeos em que o canal aborde produtos e serviços e é pago pelas empresas que está divulgando nestes vídeos.

Site de E-commerce

Nada mais é do que uma loja virtual. Há diferentes alternativas para se ter um site de venda de produtos pela Internet, mas vamos abordar apenas as duas possibilidades mais comuns atualmente.

Você pode optar por vender produtos que você adquire de terceiros e revende, exatamente como ocorre em lojas físicas, porém efetuando as transações por meio de um site. Existem CMSs – que são plataformas para criação de sites – destinados especificamente à criação de sites de e-commerce, por meio dos quais você venderá os produtos escolhidos.

Esta opção exige um pouco mais de investimento, já que além do domínio e do plano de hospedagem, da mesma forma que no blog, também exigirá que você tenha uma quantidade de produtos mínima. Outras preocupações, como por exemplo, os meios de pagamento disponíveis, cuidados com segurança do site e entrega, são também exigidos.

A segunda forma que tem crescido bastante e já é possível ter algumas boas alternativas para se escolher, é aderir a plataforma de alguma grande empresa de comércio eletrônico. Há variações entre os modelos de negócio de cada uma, que precisam ser observados caso a caso, antes de se optar por uma. Exemplos diferentes de 2 grandes empresas neste segmento, e que tem diferenças grandes em suas características de operação, são o Mercado Livre e o Magazine Luiza

Revenda de Hospedagem

Esta é uma das alternativas mais antigas em termos de trabalho em casa, usando a Internet. Tão logo a web comercial decolou, as revendas de hospedagem começaram a proliferar. É muito fácil descobrir o porquê: pouquíssimo investimento.

Atuar com revenda de hospedagem é na prática iniciar uma empresa de hospedagem investindo em um domínio, em um plano especial de hospedagem, que pode ser até gratuito no primeiro mês e custar apenas R$ 50,00 a partir do segundo, além de algumas horas para aprender e conhecer sobre o ambiente de hospedagem e painéis de controle. Muito fácil, não é?!

Sim, não há exagero e é a mais pura verdade. Muitas empresas de hospedagem começaram como revendas de outras empresas maiores e cresceram tanto que tornaram-se concorrentes das antigas empresas nas quais antes eram clientes. Esta é a realidade de muitas das empresas que conhecemos hoje.

Marketing de Afiliados

Ao contrário das alternativas acima, se você escolher trabalhar com Marketing de Afiliados, provavelmente você não terá que fazer nada que já não faça. Calma! Não estamos dizendo que você vai ganhar dinheiro sem trabalhar. Primeiro recomendamos que leia mais sobre o assunto, clicando aqui.

Noutras formas de trabalho online, boa parte do seu trabalho é trazer pessoas que querem consumir online algo que você tem a oferecer. Para isso você gerou interesse por meio do seu conteúdo e criando relacionamento com as pessoas que visitam seu site. Quando você opta por aderir a um programa de afiliados, você normalmente já tem um blog ou uma página no Facebook ou Instagram, um canal no Youtube e aproveitará a sua rede de contatos, relacionamento e visitantes, para divulgar o produto / serviço da empresa a qual é afiliado.

O seu maior patrimônio quando resolve atuar como afiliado de outra empresa, é sua rede de relacionamento. Quanto mais pessoas acessarem seu conteúdo e com maior frequência, maiores as chances delas irem ao site de quem você faz a divulgação e consequentemente de comprarem os produtos / serviços dele.

No trabalho como afiliado, você divulga produtos e serviços de terceiros e eles lhe pagam uma comissão por cada venda feita por seu intermédio.

As vantagens deste modelo, é que não é necessário investir em produtos ou serviços, meios de pagamentos, estoque, distribuição, entrega, suporte, etc. Tudo isso é feito pela empresa na qual você é afiliado. Você só faz o trabalho de divulgação e quando a venda ocorrer e estiver concretizada, uma comissão com base no produto vendido e no seu valor, é gerada e paga para o afiliado.

Conclusão

Trabalhar em casa deixou de ser apenas uma alternativa em caso de desemprego ou como forma de complementar a renda. Atualmente, há alternativas profissionais que podem suprir plenamente as necessidades de manutenção e subsistência das pessoas e famílias. Os resultados que podem ser obtidos, podem ser iguais ou mesmo superiores às formas de emprego tradicionais, dependendo apenas do empenho e profissionalismo depositados na atividade.