Quais os melhores serviços de armazenamento em nuvem e suas diferenças?

Os serviços de Computação em Nuvem ou Cloud Computing, são uma realidade presente na vida de muitas pessoas, senão a maioria delas. Mesmo que você não saiba do que estamos falando, é pouco provável que você nunca tenha se beneficiado de um desses serviços, especialmente o mais popular deles, que é o armazenamento em nuvem. Você sabe quais os melhores serviços de armazenamento em nuvem e as suas diferenças?

Se não sabe, chegou o momento de acabar com todas as suas dúvidas!

O que é armazenamento em nuvem e por que é importante?

O armazenamento em nuvem é um serviço pelo qual você pode efetuar upload e download de arquivos ou ainda a sincronização por meio de aplicativos, com uma área de armazenamento de dados e que pode ser gratuito ou pago.

Esse tipo de serviço nasceu ainda em meados dos anos 2000, com o objetivo de ser uma forma de compartilhar arquivos com outras pessoas. Na época, ainda não recebia a denominação de armazenamento em nuvem e eram tratados apenas como serviços de compartilhamento de arquivos.

Entre os mais célebres representantes deste tipo de serviço estão o 4shared, o MediaFire, o HotFile e o mais popular deles, o Megaupload, entre algumas dezenas de outros similares. Assim como o Megaupload, muitos deles encerraram suas atividades, geralmente em função de ações na justiça por parte de empresas reivindicando direitos de copyright e infrações aos direitos de propriedade intelectual de conteúdo neles armazenados.

Esses primeiros representantes dessa modalidade de serviço, já ofereciam uma pequena quantidade de espaço de armazenamento gratuita, normalmente algo em torno de 50Mb a 100Mb. Acima disso deveria se pagar um valor mensal ou anual para dispor de mais espaço de armazenamento / compartilhamento. Outros ainda não limitavam o espaço, mas impunham restrições de quantos uploads / downloads eram possíveis em um determinado intervalo de tempo.

Com a evolução e popularização dos serviços de cloud computing, novos serviços surgiram especialmente dedicados ao armazenamento de dados com quaisquer finalidades e não apenas para compartilhamento.

Mais do que meramente em função do desenvolvimento de infraestrutura de suporte a Cloud Computing, a proliferação e acessibilidade de tecnologias que proporcionavam a criação e acúmulo de grandes volumes de dados, fez com que serviços de armazenamento em nuvem ganhassem importância, sobretudo para conferir mobilidade e portabilidade do conteúdo.

Os celulares com câmera e posteriormente os smartphones e a sua capacidade de fazer fotos e vídeos, bem como a possibilidade de se criar documentos de quase qualquer tipo e formato em um aparelho de telefonia móvel, fez nascer a necessidade nas pessoas de armazenar todo o volume de conteúdo produzido e que era acima da capacidade de muitos dos primeiros cartões micro SD.

Paralelamente ao crescimento de mercado de telefonia móvel, a tecnologia proporcionou benefícios também ao ambiente organizacional e ao mundo dos negócios. Vislumbraram-se as evidentes vantagens de se utilizar o armazenamento em nuvem em prol das atividades profissionais e de negócios

Sendo assim, um profissional não precisava mais carregar consigo seu notebook e nem mesmo mídias removíveis como CDs, DVDs e até mesmo o tão popular pendrive. Tudo que ele precisava acessar em qualquer lugar do mundo, a qualquer hora, estava disponível na nuvem.

Quais os melhores serviços de armazenamento em nuvem?

Determinar o que é melhor sempre é uma questão complicada, mesmo em tecnologia onde há parâmetros específicos que podem ser comparados. No entanto, é sempre possível haver aspectos pontuais e subjetivos que fazem as pessoas preferirem um serviço em detrimento de outro. Se por exemplo, você tiver dificuldades com a velocidade da sua conexão em um determinado serviço, você tende a achá-lo ruim.

Por essa razão, vamos procurar apenas apresentar dados objetivos relativos a cada serviço, de forma que você possa escolher aquele que melhor lhe atender.

Dropbox

O Dropbox é um dos serviços de armazenamento em nuvem mais antigos que existe e por esta razão também um dos mais populares. Ele permite o acesso e compartilhamento de dados por meio de dispositivos Windows, MacOS, iOS, Android e Linux.

A cota de espaço gratuita é de apenas 2 GB, fazendo com que a sua popularidade entre os usuários adeptos de serviços gratuitos tenha caído, já que todos os demais concorrentes oferecem espaço superior.

O gerenciamento do seu conteúdo em nuvem é feito por meio de aplicativos que você instala nos dispositivos de acesso ao serviço, com o qual sincroniza o conteúdo dos seus dispositivos com a nuvem. Ele ainda reúne funções que permitem a criação de conteúdo colaborativo, ou seja, indicado para criação e gerenciamento de conteúdo usado por equipes de trabalho.

Os valores para um serviço pago começam a partir de US$ 9,99, em um plano mensal destinado a pessoas físicas e que permite armazenar até 1 TB de dados. O mais caro, sai por US$ 25,00 mensais e é destinado a equipes. Neste caso não há limite de armazenamento.

Entre as muitas funcionalidades que o serviço oferece, o Dropbox permite a utilização e acesso a partir de muitas das ferramentas diárias de um profissional ou de uma equipe, como por exemplo, pacote Microsoft Office 365 ou a suíte de aplicativos da Adobe.

Outro ponto importante, é que em todos os planos é utilizado um protocolo de criptografia dos dados (Criptografia SSL/TLS e AES de 256 bits) para a questão de segurança dos mesmos.

Google Drive

O Google Drive é um dos serviços que mais tem crescido, muito em parte porque qualquer celular que usa o sistema operacional Android vem por padrão com um aplicativo de acesso ao serviço de armazenamento em nuvem.

Entre os mais conhecidos e utilizados na atualidade, o serviço do Google é um dos que oferece a maior cota de espaço gratuito. São 15 GB de armazenamento. Mais que isso, o armazenamento de fotos de até 16 megapixels e vídeos de resolução Full HD ou inferior. não são contabilizados no espaço utilizado pelo usuário.

O acesso ao serviço pode ser feito tanto por meio de aplicativo, como também por meio do seu navegador, utilizando a sua conta do Google para efetuar o login. O ambiente de administração é bastante simples, quase minimalista, mas oferece todos os recursos necessários.

Uma das vantagens do Google Drive, é dispensar o uso do pacote MS Office, já que ele oferece os aplicativos Google Docs, que possibilitam a criação e edição de conteúdo online.

Se você precisar de mais do que os 15 GB gratuitos, você pode contratar outros planos. Até 100 GB de armazenamento, você pagará R$ 6,99 / mês. O plano mais caro, que lhe possibilita guardar até 30 TB, custa R$ 1049,99 mensais. Até o plano de 2 TB, há descontos para pagamentos anuais, onde você paga por 10 meses e recebe um ano de serviço.

OneDrive

O serviço de armazenamento em nuvem da Microsoft também conhecido como OneDrive, oferece 5 GB para armazenamento gratuito e é a única opção de armazenamento em nuvem que restou para os usuários do Windows Phone entre os serviços mais populares.

Assim como os demais, o OneDrive oferece opções de armazenamento maior através de pagamentos mensais ou anuais, porém sem desconto caso o usuário opte pela periodicidade maior.

A partir de R$ 7,00 mensais você já tem uma opção para armazenar até 50 GB, no entanto, é somente nos planos mais caros que você dispõe da suíte Office 365, que inclui Word, Excel, PowerPoint e One Note, para criação e edição online do conteúdo armazenado.

As opções pagas oferecem também sistema de proteção contra malwares, restauração de backup das alterações feitas nos últimos 30 dias e links de compartilhamento protegido por senha e com expiração pré-definida. Os valores são de R$ 24,00 e R$ 29,00, para os planos de 1 TB e 6 TB de armazenamento, respectivamente.

Também apenas as opções pagas dão suporte ao uso e acesso do conteúdo em vários PCs/Macs, tablets e telefones, incluindo Windows, iOS e Android.

iCloud

A gigante da maçã também tem um serviço de armazenamento em nuvem, o que embora possa ser usado com dispositivos Windows, Linux e Android, é estruturado preferencialmente para os usuários dos seus produtos.

A conta gratuita oferece apenas 5 GB de armazenamento e como seria de se esperar, há também as opções pagas. A partir de apenas R$ 3,50 por mês, o usuário já dispõe de até 50 GB para guardar os seus arquivos.

O “Compartilhamento Familiar” é uma opção do serviço que permite que até cinco membros da família compartilhem as compras feitas no iTunes, Apple Books e na App Store, uma assinatura familiar do Apple Music e um plano de armazenamento do iCloud. Por este tipo de recurso que se vê que o serviço é pensado para consumidores de produtos e serviços Apple.

As opções pagas de armazenamento na iCloud, custam R$ 10,90 por mês para armazenar até 200 GB e R$ 34,90 para até 2 TB e que é o plano indicado para “Compartilhamento Familiar” pela Apple.

Mega

O Megaupload foi provavelmente o melhor, o maior, o mais popular e também o mais polêmico serviço de armazenamento gratuito que tivemos. Ele acabou em 2012, mas exatamente um ano depois, em 19 de janeiro de 2013, o mesmo fundador do Megaupload – Kim Dotcom – lançou um serviço em moldes similares, porém reformulado e modernizado, o MEGA.

Pouco tempo depois, em função de imbróglios jurídicos e envolvendo legislações locais, fizeram com que o controle da empresa passasse para um grupo chinês.

Mas apesar de tudo o serviço tem muitas qualidades, as quais fizeram com que se ele não conquistasse o prestígio que o Megaupload tinha, ainda faz que ele seja uma das melhores opções gratuitas. Isso porque são 50 GB de armazenamento, tornando-o líder entre as opções gratuitas mais conhecidas.

Já na versão gratuita o conteúdo é protegido por criptografia. Já o plano mais barato (€ 4,99), dá direito a 200 GB de armazenamento e já inclui criptografia de ponta a ponta.

Há planos de € 9,99, € 19,99 e € 29,99, para ter acesso a 1TB, 4TB e 8 TB de armazenamento, respectivamente. Ainda há também planos “Business”, por 10 euros, com direito a pelo menos três usuários compartilhando conteúdo e armazenamento ilimitado.

Está disponível para Android, iOS, Windows, Mac e Linux, permitindo sincronização entre eles por meio de um programa chamado de MEGA Sync Client.

Parte do sucesso da plataforma é revelada pelos números. São mais de 144 milhões de usuários cadastrados e quase 59 bilhões de arquivos enviados, por ocasião deste artigo.

Conclusão

Os serviços de armazenamento em nuvem são hoje uma necessidade, em função da quantidade de conteúdo que as pessoas e as organizações geram diariamente. Há boas opções de serviços gratuitos e pagos, cada qual oferecendo diferentes montantes de espaço e recursos de acordo com as necessidades de cada perfil de usuários e por valores que cabem em todos os bolsos.