Você sabe qual a diferença entre domínio e hospedagem?

Hoje é difícil pensar em uma empresa, um profissional liberal ou até mesmo uma pessoa qualquer que não tenham um site, um blog, uma loja virtual, uma conta de e-mail ou algo na Internet. Mas e se este é o caso da sua empresa? É bom mudar esta situação o mais rápido possível, antes que seja muito tarde!

Quando você resolve recuperar o terreno perdido para seus concorrentes que já estão na Internet há muito tempo, algumas – ou muitas – perguntas vão começar a surgir na sua cabeça: O que eu preciso? Por onde começo? E entre todas as dúvidas, uma das mais comuns, é: Qual a diferença entre domínio e hospedagem?

O que é domínio?

O domínio, é o endereço eletrônico que você digita para acessar um site, da mesma forma que você fornece rua ou avenida e número do seu estabelecimento comercial para um cliente ou fornecedor ir até você.

Em outras palavras, o domínio é o nome da sua empresa, a sua marca, um nome de produto ou o alvo do assunto, acrescido de uma extensão, que geralmente designa o tipo de conteúdo ou atividade do site.

Se você possui um negócio voltado à área de advocacia, seu domínio tenderá a ser o nome do escritório de advocacia somado a um final .adv.br ou mesmo .com.br, que determina tratar-se de um serviço comercial.

O domínio é a maneira de fácil memorização para determinar a sequência de números conhecida como IP (Internet Protocol) do servidor onde seu domínio está hospedado e assim, já podemos responder a outra parte da pergunta.

O que é hospedagem?

Já a hospedagem, é onde o conteúdo do seu site e e-mails ficarão armazenados, assim como é o prédio ou loja em que você trabalha, tem colaboradores, armazena e expõe os produtos e presta atendimento.

A hospedagem é um serviço, que por meio de uma infraestrutura de servidores, redes, sistemas e políticas, permite que alguém acesse o site vinculado ao seu domínio, enviar e receber e-mails, ter aplicações e sistemas acessíveis de qualquer dispositivo conectado e tudo o mais que você conseguir imaginar em termos de Internet.

Por que preciso registrar um domínio?

Um domínio, é a maneira de alguém chegar até você na Internet, seja para acesso ao seu site (ex: hostmidia.com.br, youtube.com, gmail.com) ou lhe enviar um e-mail (ex: eumesmo@minhaempresa.com, meunome@gmail.com). Já deve estar claro que sem um domínio, não possível ter um site ou e-mail associado ao seu negócio.

O que eu preciso saber sobre domínios?

É aconselhável – se possível – que seu domínio seja ou contenha a sua marca, o nome da sua empresa, ou aquilo que você faz, isso porque vai facilitar a memorização, ajuda nos rankings de busca e até facilita o compartilhamento e divulgação da sua empresa, marca e produtos, entre as pessoas.

Evite domínios longos e de palavras ou nomes compostos em que a última letra da primeira palavra seja a mesma que inicia a segunda, pois sempre poderá gerar dúvidas (ex: altaandaimes.com.br ou altandaimes.com.br ?).

É desnecessário dizer que é muito simples lembrar que o site da Sony, acessa-se digitando www.sony.com, não é? É um ótimo exemplo, para ilustrar como é importante escolher bem o domínio a se registrar.

Por fim, ter palavras-chave relacionadas ao conteúdo, ajudam a dar uma idéia do que o visitante vai encontrar ao acessar o site, bem como lembrar o domínio. Assim, um site que vende roupas a valores acessíveis e que tem como domínio roupasbaratas.com.br, dificilmente gerará confusão ou será esquecido.

O que é extensão do domínio?

Outro ponto que você deve considerar ao escolher um domínio, é sua extensão. Mas o que é extensão de domínio? É a parte que vem logo após a sua marca ou empresa e o primeiro ponto, ou seja, no caso de google.com, é o .COM.

Há várias extensões de domínios e as mais comuns e antigas, são .COM, .NET e .ORG, que são extensões de domínios internacionais e, suas correspondentes nacionais, .COM.BR, .NET.BR e .ORG.BR, ou extensões de domínios nacionais.

Hoje há uma variedade muito grande de extensões, sendo que algumas são indicativas do segmento de atuação, como por exemplo, .TECH, .GROUP, .ADM.BR ou .CNT.BR, que indicam que a empresa ou profissional que usa o domínio, é da área de tecnologia, um grupo, administração ou contabilidade, respectivamente.

Verifique a disponibilidade do nome em outras plataformas

Essa estratégia serve para quem está disposto a investir em uma atuação de marketing completa. Antes de registrar seu domínio, verifique se o nome escolhido está disponível para uso em outras plataformas, como as redes sociais.

Trabalhar o endereço da empresa de forma única em diferentes frentes ajuda na fixação da marca e no bom ranqueamento de seu nome nos mecanismos de busca.

Como registro um domínio?

Para utilizar um domínio, é preciso registrá-lo diretamente em um órgão de registro ou em uma empresa homologada junto a este órgão. A utilização é por meio de concessão, ou seja, você não compra e não se torna dono do domínio, mas tem direito a usá-lo por um período mínimo - que geralmente é anual – em que é concedido o direito de uso.

Havendo interesse e necessidade de se continuar a usar o domínio, a concessão deve ser renovada anualmente através do pagamento da taxa de renovação de domínio.

Há uma variedade grande de opções para registro de domínio e assim como todo serviço que você utiliza, deve se preocupar em saber sobre a empresa que vai escolher, o suporte prestado, o painel de administração e, naturalmente o preço, mas não necessariamente o menor, já que há algumas “armadilhas” escondidas, principalmente quando o valor é inferior ao praticado pelo órgão de registro oficial e que incluem fidelidade e multa por cancelamento.

Qual hospedagem é boa para meu domínio?

O domínio está registrado e agora é a hora de pensar onde vão ficar armazenados os arquivos do seu site, o serviço de e-mail, bancos de dados, as imagens e tudo que esteja relacionado ao projeto de Internet da sua empresa ou negócio.

Existem diversos tipos de hospedagens para site, e é importante que eles sejam avaliados para que se determine o modelo ideal para o negócio. Veja alguns disponíveis:

  • hospedagem gratuita: indicada para projetos de pequeno porte ou pessoais e de curta duração. Esta só deve ser uma opção a ser considerada, se você não tem grandes pretensões em termos de site e e-mail, já que há muitas limitações nestes serviços e não suporte muitos acessos ao site;

  • hospedagem compartilhada: geralmente é a alternativa indicada para sites de porte pequeno ou médio. O valor dos planos é muito acessível e normalmente é o indicado para quem está começando e que ainda não tem muita demanda ou necessidades muito amplas;

  • servidor virtual: também chamado de VPS (Virtual Private Server), é indicado quando se tem um crescimento em termos de visitação, uso intenso de e-mail ou outras necessidades mais amplas. É a opção intermediária entre a hospedagem compartilhada e o servidor dedicado, em termos de custos e fornecimento de recursos;

  • servidor dedicado: é indicado para portais com volume expressivo de acessos porque fornece serviços exclusivos para o site. Com o serviço de hospedagem dedicado, é possível utilizar sistemas de gerenciamento online com fluidez e velocidade. Por essas razões, o custo de um servidor nesses moldes é superior às demais opções.

Se você quer e precisa de qualidade na hospedagem do site e e-mail e demais recursos relacionados ao seu domínio, considere seriamente investir em um bom plano de hospedagem.

O que é importante na hospedagem?

Há bastante coisa para avaliar na empresa que vai hospedar seu domínio e principalmente se você quer uma imagem de qualidade do seu público na Internet, mas vamos ser objetivos e listar apenas os 5 pontos fundamentais que toda boa hospedagem deve ter:

  1. Suporte – você não quer ter, mas quando for necessário – e acredite, um dia será – é importante que seja cordial, personalizado e fale uma linguagem que você compreenda. Lembre-se, você está começando e não é um expert no assunto.

  2. Portabilidade – dê preferência às empresas que usam tecnologias globais (painéis, serviços, sistemas, etc). Você terá muito trabalho e dor de cabeça se precisar migrar de uma empresa que usa tecnologias próprias e que só ela utiliza e conhece.

  3. Recursos – observe a variedade de recursos que lhe oferecem, afinal é sempre bom poder fazer escolhas, bem como a facilidade de uso, já que ninguém quer investir horas no aprendizado de sistemas complexos.

  4. Infraestrutura – os servidores, tecnologias e serviços que serão usados para hospedar o seu conteúdo devem ser atualizados e abrangentes. Há muita novidade a toda hora e por isso a sua empresa de hospedagem tem que ser capaz de acompanhar tudo que aparece todos os dias.

  5. Preço – é de se imaginar que você queira o máximo pelo mínimo, mas será que alguém consegue fornecer um serviço completo e de qualidade, sem limites, por menos do que você gasta em uma única refeição em um fast food? Qualidade tem preço! Você não precisa contratar o mais caro do mercado, mas fuja do que é muito barato, porque não é possível fazer mágicas no setor de tecnologia.

Por fim, mas não menos importante, atualmente todas as boas opções de empresas de hospedagem, fornecem ambos os serviços – registro de domínio e hospedagem – e assim é conveniente se você encontrar uma em que possa ter ambos, porque vai facilitar a administração e controle de tudo que você tem relacionado ao seu negócio na Internet.

Qual a relação entre domínio e hospedagem?

Hospedagem e domínio são conceitos complementares e inexistentes na falta do outro. Assim, resumindo tudo o que foi dito, se a hospedagem é o espaço que seu site ocupa, o domínio é seu endereço. E é somente graças à combinação dos dois fatores que se torna possível a localização e acesso de uma página na rede.

Agora que você já desmistificou os conceitos de domínio e hospedagem, saiba que a melhor forma de dar o primeiro passo na construção de seu site é contar com o apoio de uma empresa especializada.

Que tal começar agora? Entre em contato e converse conosco para avaliarmos as melhores opções para seu negócio!

Se este artigo foi útil, compartilhe e ajude outras pessoas / empresas que assim como você, querem dar o primeiro passo.