Palavra-chave long tail ou de cauda longa? O que é?

É certo que se você chegou aqui, está empenhado em aprender mais e melhor sobre SEO. Afinal não há como falar em um trabalho de otimização para mecanismos de busca sem falar em palavras-chaves e dependendo do nível de envolvimento e de conhecimento para fazer o trabalho, não falar das palavras-chaves long tail. Então vamos conversar um pouco sobre isso.

O que é uma palavra-chave long tail?

Se você já pesquisou sobre o assunto e já visitou outros sites que tratam do mesmo assunto, deve ter encontrado situações exatamente com a do título desse artigo, ou seja, palavras-chave long tail, que é o mais comum, mesmo sendo estranho misturar português com inglês. Em menor frequência, mas razoavelmente comum também, palavras-chave de cauda longa e em menor grau – mais comumente nos textos em inglês ou que explicam sua origem – long tail keywords. É tudo a mesma coisa!

Vamos supor que ao desembarcar aqui, você já tem ciência do que é uma palavra-chave e do seu papel em um trabalho de SEO e por essa razão, não vamos falar mais a respeito. Portanto, estamos admitindo que você já deu alguns passos e já domina o uso das palavras-chaves

Diferentemente das palavras-chaves que costumamos usar e que geralmente constituem-se de apenas uma palavra, exceto quando são substantivos compostos (ex: couve-flor ou palavra-chave) ou tem uma especificidade ou diferenciação importante, como carro de corrida ou raquete de tênis, uma palavra-chave long tail, pode conter além do radical ou cabeça (head) e que é a palavra mais importante, outras palavras que tornam o assunto relacionado mais específico.

Digamos que você faça uma pesquisa para compra de livros e que é uma palavra-chave bastante genérica. Para tornar a pesquisa mais específica, você pode repeti-la usando “livros de direito”. Ainda assim, é um assunto bastante abrangente e se você quer ainda mais precisão dos resultados que o Google lhe entrega, pode pesquisar por “livros de direito tributário”. Mas você não quer um livro novo e sim um usado e mais barato e repete a pesquisa por “livros usados de direito tributário” ou ainda “livros de direito tributário no sebo”.

Ou seja, no exemplo acima, terminamos as nossas diferentes pesquisas, com uma legítima palavra-chave long tail, na medida em que ela faz um refinamento bastante bom dos resultados que eu posso encontrar. Cada palavra que foi acrescida sucessivamente nas buscas feitas, adicionou foco no que se deseja encontrar. A palavra “usados”, certamente eliminou todos os sites e blogs que fazem resenhas, tratam de lançamentos, os sites das editoras e dos autores e todos os outros fins que não sejam o trabalho com livros usados.

Palavras-chaves long tail, melhoram a qualidade dos resultados apresentados nas pesquisas e na outra ponta, também qualificam e tornam mais específico o seu conteúdo.

A partir desse exemplo, você já consegue imaginar a importância das palavras-chave long tail tem para o seu negócio? Parece óbvio, mas nem sempre é.

Qual a importância das palavras-chave long tail no SEO?

Sejam as palavras-chave head ou cabeça, ou as que já estamos mais acostumados a ouvir e usar, sejam as long tail, são fundamentais, mas com usos e consequências diferentes.

No próprio exemplo que usamos dos livros, está explícita a diferença. Se trabalhamos o Marketing de Conteúdo apenas com livros, temos chances de trazer pessoas que interessam-se por livros de uma maneira geral e mesmo que sejamos tão grandes e generalistas como uma Amazon, também são boas as chances de não termos o tipo específico de livros que uma determinada pessoa busque.

Portanto, vamos listar na forma de tópicos as implicações mais importantes do trabalho com palavras de cauda longa:

  • De que adianta trazer muita gente ao site, se convertemos pouco? Em outras palavras, o visitante até acessa uma página em que conste várias vezes a palavra buscada e que esteja bem posicionada nos resultados orgânicos da pesquisa feita. Mas se o tipo específico de livro que ele quer, não é o que consta na página, ele vai embora. Quantas vezes não fazemos isso nas buscas feitas, porque não incluímos palavras que dão diferenciação ao que queremos?;

  • Especializar-se em nichos. Você é um sebo jurídico, então do que serve concorrer com sebos generalistas? Ao focar na especialização, usando as palavras-chave de cauda longa, você ganha visibilidade em termos das buscas mais específicas e consequentemente, melhora seu posicionamento em relação aos concorrentes que não fazem o mesmo trabalho;

  • Apenas trazer visitantes ao site, mas que não se interessam por aquilo que você tem a oferecer, fará com que saiam rapidamente, aumentando a sua taxa de rejeição e consequentemente, interferindo negativamente na sua posição do ranking com o passar do tempo. Por outro lado, refinar o que é buscado, tem maiores chances de que os visitantes fiquem mais tempo;

  • Ajudam a formar autoridade sobre termos mais específicos, o que é mais fácil e de retorno mais rápido, visto que a concorrência também é menor;

  • Favorecem o trabalho de SEO, na medida em que se tem mais alternativas e maior conversão.

De forma resumida, podemos afirmar que o uso adequado de palavras-chave long tail, é capaz de trazer um tráfego mais qualificado e propenso a conversão, ao contrário de muitos trabalhos que conseguem trazer muitos visitantes ao site, mas que saem rapidamente do site, não retornam e não navegam em outras páginas.

Como usar as palavras-chaves de cauda longa?

É importante destacar que os mecanismos de busca e especialmente o Google, tem condições e fazem a distinção de quando alguém faz uma pesquisa com 4 ou 5 palavras e elas devem aparecer exatamente como constam do campo de pesquisa ou não.

Esse é o primeiro cuidado a se adotar. Um texto em que as 4 palavras pesquisadas constem exatamente como na pesquisa, tende a aparecer mais bem posicionado do que aquele em que as 4 aparecem em pontos diferentes do texto.

Avalie os três trechos de texto a seguir:

O autor deste livro, faz um importante apanhado sobre as situações mais comuns em direito, especialmente no segmento tributário, com ênfase na nova legislação sobre o assunto...

A nova legislação tributária, é o principal tema desse livro de direito tributário, no qual o autor aborda as situações e consequências mais comuns...

Nesse livro de direito, a nova legislação tributária é o assunto central e o autor aborda as consequências e situações que mais devem ser afetadas com a mudança...

Logo, entre as três possibilidades acima, em que é dita praticamente a mesma coisa, mas usando construções diferentes, a terceira deverá ter um melhor posicionamento para o Google, do que a segunda e esta por sua vez, melhor que a primeira, especialmente para uma busca que tenha como palavras “livro direito nova legislação tributária”

É também importante considerar que a partir do momento em que o update BERT estiver plenamente incorporado a todas as buscas, mais significação e relevância haverá para palavras-chaves de cauda longa.

Ou seja, não é um trabalho simples, mas que envolve conhecer o assunto e as possibilidades mais comuns. Ajuda muita avaliar o sistema de estatísticas oferecido pelo seu provedor de hospedagem, bem como as informações do Google Analytics. Outra importante fonte, é o sistema de busca interna do seu site – se você tem um – em que pode-se consultar as buscas mais frequentes.

É fundamental bom senso e fazê-lo prevalecer as vezes em detrimento do estilo. Se você tem um site ou blog sobre Fórmula 1, usar nos textos “os carros de Fórmula 1 da Ferrari”, ao invés de “os bólidos vermelhos da escuderia de Maranello”, certamente é menos romântico aos olhos dos apaixonados ferraristas, mas vai trazer muito mais gente que busca sobre isso, afinal qual a chance de alguém fazer a segunda pesquisa, por mais devoto que seja da Ferrari?

Por fim, mas não menos importante, considere as alternativas e o uso de sinônimos para diferentes ocorrências ou variações de determinados termos. Ao fazer isso, você amplia as chances de trazer um contingente adicional de pessoas que buscam coisas similares, mas não idênticas. No exemplo anterior, “fórmula 1” também costuma ser pesquisada apenas como “F1” e assim, se o termo aparece 4 vezes ao longo de um texto, usar duas vezes cada alternativa, é uma boa prática.

Conclusão

A preocupação na adoção de palavras-chave de cauda longa ou long tail, é algo fundamental para qualificar o tráfego que chega ao site, melhorar a conversão e dar autoridade sobre temas mais específicos.

Comentários ({{totalComentarios}})