Tutoriais

Tutoriais HostMídia

Como limpar o cache de DNS do meu computador

Introdução

Você navega na Internet ou utiliza serviços os mais variados nela, sem que seja necessário saber o que é DNS. Mas pode chegar o momento em que você não necessite ser um especialista no assunto, porém terá que lidar em algum nível com esse que é, senão o mais importante, certamente um dos serviços fundamentais ao funcionamento da Internet.

Graças ao serviço conhecido como DNS, que é possível que se acesse um site por um endereço de fácil memorização baseado em um domínio, como é o caso do site da HostMídia, em que você digita no seu navegador https://www.hostmidia.com.br/ e é direcionado ao endereço IP do servidor que o hospeda.

Não fosse o serviço de DNS, ao invés de digitar um domínio, seria necessário saber o endereço IP correspondente, que é algo em formato similar a 192.168.0.1. Imagine que cada site na Internet, tem um IP correspondente. Seria complicado memorizar cada um, não é mesmo?!

O mesmo princípio se aplica para cada coisa que você faz na Internet, a qual nada mais é – de forma simplificada – do que um conjunto de redes de computadores interligadas entre si e como se sabe, a comunicação interna das redes e entre redes, é feita usando-se o protocolo TCP/IP, onde o endereço IP é o endereço de cada ponto de uma rede.

Em linhas gerais, as necessidades mais comuns que um usuário leigo pode ter ao lidar com DNSs, são:

  • Atribuir ou alterar DNSs ao seu domínio, quando registra um domínio novo ou muda sua empresa de hospedagem;

  • Quando tem problemas com os DNSs do seu provedor de acesso à Internet ou quando quer configurar um DNS público, os quais geralmente são melhores que os fornecidos pelo ISP (Internet Service Provider);

  • Tem-se erros de acesso isolados em um determinado dispositivo e sabe-se que o endereço acessado está disponível por meio de outros dispositivos;

  • Se é necessário alterar a configuração de DNS padrão de um domínio, quando por exemplo, contrata-se um serviço externo ao seu serviço de hospedagem, como é o caso de um e-mail Marketing externo.

O presente tutorial é destinado ao terceiro tópico acima, que é quando um determinado dispositivo não consegue ou tem erros de acesso ao um domínio ou serviço na Internet e sabe-se que o mesmo está disponível.

Esse tipo de problema pode ocorrer, porque os sistemas operacionais mantém sistemas de cache, ou seja, de armazenamento de informações que são utilizadas com frequência, de forma a não ser necessário fazer a consulta do IP correspondente a um domínio, todas as vezes em que for necessário acessá-lo.

Todavia, eventualmente um site, um domínio, ou qualquer serviço associado a ele, podem mudar de hosting, ou seja, passar a ser hospedado em outro servidor e consequentemente, com outro endereço IP. Se o seu sistema operacional mantém em cache o endereço IP antigo, ao tentar o acesso, você pode ter um erro no navegador, pois o serviço que tentou acesso, não se encontra mais no endereço anteriormente utilizado.

Quando isso acontece, é necessário limpar ou esvaziar o cache e com isso, todas as informações relativas a domínios anteriormente armazenadas, são descartadas e para que o acesso seja possível, o sistema irá realizar a resolução do nome por meio de uma consulta aos DNS do seu provedor de acesso ou ao DNS público que você tenha eventualmente configurado no seu computador ou no seu roteador.

Pré-requisitos para limpar o cache de DNS do seu computador

Não se aplica

Passos para limpar / esvaziar o cache de DNS do seu computador

O procedimento de limpeza de cache de DNS é algo bastante simples e rápido para os três sistemas operacionais mais usados em computadores, sendo que abaixo descrevemos os passos necessários para sistemas que façam uso do Windows, do Linux e do MacOS:

Sistemas baseados no Windows

  • Pressione a tecla com o logo do Windows e mantendo-a pressionada, tecle “R” para abrir a caixa de diálogo Run (Executar). Digite o seguinte comando “cmd” e clique no botão ok;

  • Ao abrir a janela de prompt de comando, digite ipconfig /flushdns e pressione “Enter”;

  • Em poucos segundos será exibida a mensagem “Liberação do cache do DNS Resolver bem-sucedida”;

  • Basta encerrar o prompt digitando “exit” e pressionando “Enter”.

Sistemas baseados em Linux

  • Abra uma janela de terminal;

  • Digite o comando para distribuições baseadas no Debian, “sudo service network-manager restart” e pressione “enter”;

  • Digite o comando para distribuições baseadas no RedHat, “sudo /etc/init.d/nscd restart” e pressione “enter”;

  • Quando o prompt aparecer piscando na linha abaixo, a janela de terminal pode ser encerrada.

Sistemas baseados no MacOS

  • Para esvaziar o cache DNS em dispositivos baseados no sistema da Apple, acesse Application › Utilities › Terminal;

  • Na janela exibida, entre o seguinte comando "sudo killall -HUP mDNSResponder” e pressione “enter”, para o Mac OS Sierra, Mac OS X El Capitan, Mac OS X Mavericks, Mac OS X Mountain Lion e Mac OS X Lion;

  • Na janela exibida, entre o seguinte comando "sudo discoveryutil udnsflushcaches” e pressione “enter”, para o Mac OS X Yosemite;

  • Na janela exibida, entre o seguinte comando "sudo dscacheutil -flushcache” e pressione “enter”, para o Mac OS X Snow Leopard;

  • Na janela exibida, entre o seguinte comando "sudo lookupd -flushcache” e pressione “enter”, para o Mac OS X Leopard e anteriores;

  • Quando o prompt aparecer piscando na linha abaixo, a janela de terminal pode ser encerrada.

Conclusão

O cache de DNS do seu sistema operacional é um aliado em termos de velocidade no acesso a serviços baseados em domínios de Internet, mas também pode ser a causa de problemas de acesso, sendo necessário saber como realizar a limpeza em diferentes sistemas operacionais.