Tutoriais

Tutoriais HostMídia

Como verificar os DNSs do meu domínio

Introdução

Você registra um novo domínio ou simplesmente troca uma empresa de hospedagem por uma outra melhor e seja em uma ou na outra situação, é necessário atribuir novos DNS, a fim de que o domínio passe a responder pelos servidores da empresa de hospedagem na qual irá hospedá-lo.

Sim, os DNSs são fundamentais e somente por eles é possível estipular para qualquer um que precise utilizar seu domínio para enviar e-mails, acessar um site ou um blog, fazer download de arquivos ou qualquer coisa que o envolva, seja possível.

Atribuir DNSs, é dizer à Internet e tudo que faz parte dela, em qual o ponto dessa imensa rede, seu domínio está hospedado. É análogo aos nossos endereços físicos e somente divulgando-o às pessoas, que é possível receber correspondência, a mercadoria que comprou ou a visita de amigos e parentes.

Quando você se muda, se não informar o novo endereço, nada disso será possível de acontecer.

Na Internet não é diferente e se você muda seu domínio para outro hosting, é preciso informar toda a rede onde seu domínio estará hospedado, atribuindo os nameservers dos servidores de DNS da nova empresa.

Para saber se a mudança foi feita ou apenas saber se os servidores de DNS associados ao seu domínio estão corretos, é possível usar ferramentas em alguns sites, mas pode ser ainda mais simples, utilizando para isso recursos que os principais sistemas operacionais dispõe.

Pré-requisitos para consultar DNSs (nameservers) do seu domínio

A única exigência para ser possível efetuar a consulta dos nameservers atribuídos ao seu domínio, é ter conectividade com a Internet.

Passos para consultar DNSs (nameservers) do seu domínio

A depender do sistema operacional que você utiliza no seu notebook ou desktop, há algumas poucas particularidades e sendo assim, a seguir dividimos os procedimentos para Windows, Linux e MacOs, respectivamente:

Windows

  • Acesse o prompt de comando do Windows, pressionando a tecla do logotipo do Windows e a tecla “R” conjuntamente, o que fará com que a janela “Executar” seja exibida;

  • Digite no campo disponível “cmd” (sem aspas) e clique em “Ok”;

  • Na janela correspondente ao prompt, digite o comando a seguir, sendo que em vez de usar o domínio seudominio.com.br, deve informar o domínio cuja consulta deseja realizar (sem WWW), pressionando “enter” ao final;

    nslookup -type=ns seudominio.com.br
  • Algo como o que se segue deve ser exibido. Caso não constem os nameservers da HostMídia (ns1.hostmidia.com.br e ns2.hostmidia.com.br), você deve contatar a empresa responsável pelo registro do domínio.

Windows Nameservers

Linux

  • Abra uma janela de terminal, pressionando conjuntamente as teclas “CTRL”, “ALT” e “T”;

  • Na janela de terminal, digite comando a seguir, sendo que em vez de usar o domínio seudominio.com.br, deve informar o domínio cuja consulta deseja realizar (sem WWW), pressionando “enter” ao final;

    dig ns seudominio.com.br
  • Você deverá visualizar uma saída similar a que se segue. Caso não constem os nameservers da HostMídia (ns1.hostmidia.com.br e ns2.hostmidia.com.br), você deve contatar a empresa responsável pelo registro do domínio.

Linux Nameservers

MacOS

  • Para executar o MacOS Launchpad, que é o meio para realizar a consulta, clique no ícone do Launchpad no Dock ou faça o gesto de juntar o polegar e outros três dedos no trackpad;

  • No campo de pesquisa do Launchpad digite “terminal” e pressione "enter";

  • Na tela de terminal que será aberta, digite o comando a seguir, pressionando “enter” após o comando, sendo que em vez de usar o domínio seudominio.com.br, deve informar o domínio cuja consulta deseja realizar (sem WWW);

    dig ns seudominio.com.br
  • A saída para o comando, deve ser com o que é possível visualizar na imagem abaixo. Caso não constem os nameservers da HostMídia (ns1.hostmidia.com.br e ns2.hostmidia.com.br), você deve contatar a empresa responsável pelo registro do domínio.

Conclusão

A consulta dos nameservers relativos aos seus DNSs, é algo simples, rápido e que não exige que se utilize ferramentas de terceiros ou serviços de sites, sendo possível realizá-la diretamente a partir de recursos do Windows, Linux ou MacOS.