cPanel: mudanças no licenciamento podem afetar drasticamente o setor de hospedagem

Ao longo de mais de 20 anos, o cPanel desenvolveu-se e conquistou uma legião de clientes e parceiros, fazendo dele uma das principais ferramentas de controle de contas e recursos no segmento de hospedagem de sites. Empresas de todos os portes, das menores às maiores, usam o cPanel em sua infraestrutura de servidores, como é o caso da HostMídia, que sempre o usou por representar uma opção reconhecida em termos de custo X benefício. Mas este panorama está sob ameaça, em função de mudanças drásticas no licenciamento, anunciadas em 27 de junho de 2019.

Entenda o caso

Há mais de 20 anos, nascia o cPanel, painel de controle simples, funcional, confiável e acessível do ponto de vista monetário. Por estas características, empresas ao redor de todo o mundo gradualmente o adotaram como ferramenta para gerenciamento de contas e recursos de seus servidores de hospedagem.

Aliado ao funcionamento preciso e ao amplo leque de opções disponíveis para o controle adequado de tudo que uma conta de hospedagem precisasse, estava a política de pagamento de licenças, que entre outras vantagens, permitia que se instalasse o cPanel em um servidor e pagasse um valor fixo, em base mensal ou anual, independente de haver apenas uma conta de hospedagem, ou 500 contas.

Com o anúncio feito em 27 de junho de 2019, esse modelo deve mudar radicalmente. O cPanel, enviou um e-mail para todos os clientes e parceiros licenciados, que estabelece a partir de 1 de Setembro de 2019 a nova política de valores que serão praticados.

O principal ponto da mudança, é que a partir da vigência da nova política, os valores são variáveis e levam em consideração o número de contas existentes em um servidor que rode o cPanel.

A comunidade de empresas de hospedagem está agitada e confusa. São milhares de empresas ao redor do mundo que serão afetadas diretamente e naturalmente os seus clientes também. Passadas menos de 24 horas do anúncio, nomes de peso do segmento estão em alvoroço, tentando entender a extensão do impacto que as mudanças trarão ao seu modelo de negócios, bem como isso vai afetar o mercado.

Há muitos ameaçando até mesmo romper seus laços de anos com a cPanel, o que não é simples em termos de operação, mas que em muitos casos pode ser uma exigência para manter os negócios lucrativos, já que quanto maior for a base de clientes, maior será o impacto.

O que muda com a nova política de licenciamento do cPanel?

A se confirmar – o que parece ser o caso – a nova política de preços para licenciamento do cPanel em Servidores Dedicados, Cloud Servers e VPSs, a grande maioria dos usuários serão afetados.

Até então, um servidor que utilizasse o cPanel como painel de controle, poderia ter um custo mensal com licenciamento, que variava entre algo como U$15 e U$45, independente do número de contas de hospedagem nele criadas.

A partir do momento em que o novo licenciamento entrar em vigor, o custo irá variar de um mínimo de U$20 mensais, para um limite que pode chegar a centenas de dólares mensais.

As contas não são fáceis, uma vez que os valores são variáveis para diferentes tipos de licenciamento (Dedicado, VPS ou Cloud Server), como também mudam de acordo com a quantidade de contas.

Mas para se ter uma noção de ordem de grandeza, pode-se estimar um aumento médio de R$ 1,00 por cada conta hospedada. Desta forma, uma pequena empresa de hospedagem com 10.000 clientes, terá imediatamente, de um mês para o outro, um acréscimo médio da ordem de R$ 10.000,00 apenas com licenciamento do cPanel.

É necessário enfatizar que os números acima representam uma projeção por aproximação e na prática os valores podem ser tanto menores, como bem maiores, mas refletem o quão significativa pode ser a mudança anunciada.

O crescimento deste custo médio é proporcional ao tamanho da carteira de clientes e facilmente imagina-se qual o impacto em empresas de todos os portes, sendo impraticável para a maioria delas absorver tais custos sem que exista nenhum tipo de repasse à ponta da cadeia, ou seja, o consumidor final que tem seu site hospedado em uma empresa de hosting.

Também deve-se dizer que alguns modelos de hospedagem são mais afetados do que outros, como é o caso dos planos de revenda de hospedagem que não têm limites na criação de contas. No conceito vigente até agora, um plano de revenda com 120 GB de armazenamento, não pagava por licenciamento.

A partir desta nova política de preços, um revendedor que use este plano e que tenha 200 contas de clientes criadas, representará ao hosting em que tem a sua revenda hospedada, mais de R$ 200,00 só de licença ao cPanel, o que é mais do que ele paga integralmente pelo serviço. Ou seja, licença poderá ser mais caro do que todo o restante da infraestrutura que ele tem (servidor, rede, outros sistemas, suporte, IPs, SSL, etc).

Os clientes de VPSs e servidores dedicados também podem ser duramente afetados, particularmente aqueles que têm mais do que meia dúzia de contas. Hoje, estes dois grupos pagam um valor fixo, sabido e acessível para ter uma licença cPanel em seus serviços. Com a mudança, calcula-se que o valor total de licenciamento poderá atingir os três dígitos, sempre tendo-se em mente o número de contas criadas.

Outra consequência direta, é que o valor é variável, pois o número de contas pode mudar de um mês para o outro. Com isso, manter contas de clientes inativos, passou a ser ainda mais custoso e até pode ter que se pagar por uma simples conta de testes.

Como fica o licenciamento do cPanel para clientes HostMídia?

Desde que a mudança na forma de licenciamento do cPanel foi anunciada, muita coisa aconteceu. Em linhas gerais, o que se viu, foi um movimento global e inédito, de empresas de hospedagem ao redor do mundo, contestando a nova política anunciada pelo cPanel, movimento este que teve também a HostMídia como participante ativo.

Paralelamente às reivindicações coletivas, a HostMídia atuou intensamente e individualmente junto ao seu representante comercial, objetivando se não reverter a nova política – o que parecia improvável – pelo menos conseguir uma condição que acarretasse menor impacto junto ao grupo de clientes que poderiam ser mais afetados e que é representado pelos planos de revenda de hospedagem, VPS e servidor dedicado.

Como não poderia ser diferente, a HostMídia tentou diversas alternativas junto ao cPanel, imaginando que sua trajetória de quase duas décadas como importante divulgador e utilizador do painel, bem como de outros serviços, fosse considerado. No entanto, nosso retrospecto, bem como de outras empresas que ajudaram a consolidar a ferramenta, não foi levado em conta.

Devemos ainda salientar, que a mudança e o aumento anteriormente divulgados pelo cPanel, deveriam ainda ser mais impactantes, na medida em que se trata de uma operação internacional, a qual é sujeita a taxas e impostos e variação cambial, o que se refletiria de modo ainda mais intenso do ponto de vista financeiro.

A simples adoção de outro painel de controle, em um primeiro momento não seria uma alternativa adequada, pois representaria mudanças técnicas importantes para todos os usuários que atualmente usam o cPanel, tanto do ponto de vista dos ajustes necessários, bem como da adaptação a uma nova solução por parte do usuário final.

Mas a despeito de todas as dificuldades que haviam se apresentado, a HostMídia teve êxito em chegar a uma solução conciliadora e que vai permitir que nossos clientes sejam minimamente afetados.

A primeira boa notícia, é que os clientes de hospedagem compartilhada não sofrerão nenhum tipo de reajuste em seus planos atualmente contratados. A HostMídia entende que este é um segmento no qual podemos assumir o aumento de custos, sem que qualquer tipo de repasse seja feito.

A segunda novidade, é que os clientes de revenda de hospedagem terão parte importante do aumento antes cogitado, sensivelmente reduzido, como fruto dos esforços que faremos para absorver tanto quanto estiver ao nosso alcance, o aumento que está sendo posto em prática pelo cPanel. Sendo assim, a HostMídia não repassará integralmente o aumento resultante da nova política comercial divulgada globalmente pela empresa que controla as marcas cPanel e Plesk.

Os novos planos de revenda de hospedagem, já refletem esta nova realidade resultante do subsídio que estamos concedendo e pelos feedbacks que temos tido em conversas com nossos revendedores, representam um modelo assimilável e significativamente mais justo em relação ao que havia sido divulgado inicialmente.

Resumidamente e naturalmente diante das ressalvas que cada cliente de revenda tem de acordo com suas próprias políticas comerciais, o custo adicional por conta de hospedagem sob a revenda, é de apenas R$ 0,50. Ou seja, aproximadamente 50% menos do que se supunha anteriormente.

Obviamente não é o ideal, principalmente para aqueles que assim como a HostMídia, acostumaram-se ao longo de anos, com um modelo bastante diferente do atual. Todavia, a nova política de licenciamento do cPanel, é esta e nem os movimentos coletivos, nem os individuais de empresas de hosting do mundo todo, conseguiram reverter a situação.

Por fim, mas não menos importante, a HostMídia entendendo que é necessário haver um tempo de transição e adequação ao novo modelo implantado, aplicará a mudança de planos aos clientes de revenda já constituídos, apenas em 1 de novembro de 2019, embora as mudanças por parte do cPanel, já valem para 1 de setembro de 2019.

Ou seja, estenderemos por mais um mês o modelo anteriormente contratado, exclusivamente por subsídio da HostMídia!

Observações importantes relativas ao novo licenciamento

O modelo de licenciamento do cPanel, que passa a valer para todos os clientes de revenda de hospedagem da HostMídia a partir de 1 de novembro de 2019, traz uma nova maneira de administração das contas e por isso, é importante ficar atento às observações que seguem abaixo:

  • Se antes um revendedor de hospedagem podia contratar um plano com uma margem de crescimento, baseando-se apenas no espaço em disco utilizado, agora também deve atentar ao número de contas que cada plano permite criar;

  • Os novos planos foram pensados de modo a não frear o crescimento das empresas que operam com revenda de hospedagem. A mudança para planos superiores, é feita de forma rápida e descomplicada, diretamente por meio do sistema de chamados / tickets que fornecemos a todos os nossos clientes. Mudar de plano, é um processo de alguns minutos, tão logo o respectivo chamado seja visualizado por nossa área de suporte e supondo que as informações e condições necessárias, estejam presentes e contidas no chamado;

  • O aumento do número de contas que se pode ter sob um plano de revenda, não necessariamente está condicionado a adesão a um novo plano de revenda de hospedagem. Se o espaço em disco de que você dispõe é suficiente e tudo o que precisa são mais contas sob o seu WHM, basta contratar pacotes adicionais de 20 contas cPanel, por apenas R$ 10,00. Ou seja, o custo unitário de cada conta adicional, é de apenas R$ 0,50;

  • Se você tem dúvidas de qual dos novos planos melhor se adequará a sua atual condição como revendedor, não hesite e entre em contato conosco. Um analista de suporte ou comercial, estará a sua disposição para realizar o enquadramento que for mais adequado às suas necessidades;

  • O modelo que constituímos prevê valores fixos mensais e assim, você não tem que preocupar-se com variações mensais na sua fatura, se o número de contas que você criou ou removeu ao longo de um mês, for mantido dentro do número de contas que cada plano comporta. Por exemplo, se você tem o plano Revenda I, você pode ter 10, ou 15 ou até 20 contas, sem qualquer variação no valor do plano;

  • Atente ao fato de que a conta principal da revenda também conta como conta integrante do seu plano. Sendo assim, se você tem 15 contas de clientes criadas, você tem um total de 16 contas sob o seu WHM, já que a conta principal da revenda também é contabilizada;

  • Evite criar sem necessidade ou contas de teste, particularmente se isso refletir-se em mudança de plano ou a necessidade de contratação de pacotes de contas cPanel adicionais;

  • Domínios adicionais e subdomínios dentro de uma mesma conta do cPanel, não são contabilizadas. Sendo assim, se dentro de uma conta do cPanel há 5, ou 10, ou mais domínios adicionais ou subdomínios, contam apenas como uma conta cPanel;

  • Conforme adiantamos anteriormente, os clientes de planos de hospedagem compartilhada e planos personalizados, não sofrerão nenhum tipo de mudança;

  • Planos VPS e Servidores Dedicados, devem ser avaliados caso a caso, pois o número de contas existentes sob cada qual, pode significar que nada mude, ou seja necessário realizar uma adequação a qual o suporte da HostMídia orientará apropriadamente.

Sendo assim, a HostMídia pretende que as inevitáveis medidas anunciadas pelo cPanel não tragam nenhuma mudança substancial na condução dos negócios de seus parceiros no segmento de revenda de hospedagem, bem como reitera seu compromisso de continuar provendo um serviço baseado entre outras coisas, no respeito aos seus clientes e assim, mantendo o provimento da solução atualmente utilizada.

No entanto, nossa área técnica já está atuando no sentido de buscar alternativas de painel de controle que sejam tecnicamente adequadas e que também supram financeiramente as necessidades que até então vinham sendo atendidas, de forma que não tenhamos que nos ver reféns de decisões unilaterais e que desconsideram o patrimônio mais importante de uma empresa – seus clientes!