Registrar um domínio nacional ou internacional?

Quando surge a necessidade de registrar um domínio e principalmente quando é a primeira vez que se faz isso, é comum que existam algumas dúvidas relativas ao procedimento e a que normalmente é a mais comum, é: qual a diferença ou quais as vantagens de registrar um domínio nacional ou internacional.

Não há uma resposta única para 100% dos casos e o mais correto, é dizer que depende. A escolha vai ser feita com base em alguns fatores e respostas simples que você será capaz de dar ao final deste artigo.

Cremos que você já sabe que domínio, é o endereço eletrônico que você digita no navegador para acessar um site ou a parte do endereço à direita do @, quando a questão é e-mail e por isso não vamos além nesta questão.

Qual a diferença entre domínio nacional e internacional?

A primeira diferença e que tem importância em termos de administração, é a entidade que dá a concessão ao uso do domínio. No caso de domínios nacionais ou que terminam com a extensão .br, a entidade que concede seu direito de uso, é o Registro.br. Já os domínios internacionais, são concedidos pela ICANN.

Na verdade, a ICANN é responsável por estabelecer as normas e controlar aspectos da Internet e entre eles, o registro de domínios, mas quem dá a concessão, são empresas homologadas pela ICANN, para registrar domínios. Por sua vez, as homologadas podem comercializar os domínios diretamente ou através de outras empresas parceiras e assim quando você registra um domínio que utiliza as extensões .com, .net e .org, está usando alguma delas.

Já no caso dos domínios nacionais, o registro do domínio pode ser feito diretamente no site do Registro.br ou junto a empresas também homologadas e que são responsáveis por administrar os domínios, assim como a HostMídia.

A segunda diferença fica por conta dos requisitos para registrar os domínios. De modo geral o processo de registro – documentação, tempo e administração – dos domínios internacionais, é mais simples. Os valores também costumam ser inferiores aos domínios nacionais.

O que é melhor, um domínio nacional ou internacional?

A pergunta correta não é o que é melhor, mas qual atenderá melhor suas necessidades. Isso porque em termos técnicos todo domínio, independente de qual extensão utilize, conduzirá ao seu site da mesma forma.

Sendo assim, vamos listar alguns pontos objetivos que vão lhe ajudar a identificar qual extensão de domínio utilizar:

  • Abrangência ou atuação do site – esta é a primeira e mais importante avaliação. Se seu site tem a pretensão de ser acessado a partir de outros países, é importante utilizar um domínio internacional. Mesmo que você tenha o site disponível em inglês, espanhol outros idiomas, extensões locais ou nacionais podem inibir visitantes de outros países, que podem pensar haver apenas o idioma nativo da extensão.

  • Marca – quando se tem intenção de trabalhar uma marca registrada em um domínio, é importante considerar o registro do domínio nacional e internacional, isso porque garante que a marca tenha associação ao domínio em âmbito internacional e nacional.

  • Mecanismos de busca – embora não seja decisivo no ranqueamento dos mecanismos, um domínio nacional acrescenta algo em termos de site com conteúdo na língua portuguesa, em relação ao internacional.

  • Privacidade – domínios internacionais oferecem serviço de proteção de Whois, que basicamente é uma opção que impede que alguém descubra informações do registrante do domínio e assim garanta a privacidade da pessoa ou empresa que registrou o domínio.

  • Atividade do site – um site de e-commerce com comercialização apenas no Brasil ou um site institucional de empresa exclusivamente brasileira, é mais adequado que adote uma extensão .br.

  • Concorrência – quando o domínio é também o tema do site, é habitual registrar ambos, com o objetivo de impedir que haja um concorrente de mesmo nome, porém com outra extensão (ex: carros.com.br e carros.com).

  • Disponibilidade – devido a grande quantidade de domínios atualmente registrados, cada vez torna-se mais difícil encontrar um nome de domínio significativo e que esteja disponível para registro e por isso, muitas vezes a única opção possível, é utilizar o registro internacional, naturalmente desde que também esteja disponível.

Em qual empresa registrar?

Uma vez que tenha avaliado atentamente cada um dos aspectos que listamos acima para determinar o seu domínio, chegou o momento de escolher a empresa que vai cuidar disso para você. Observe os seguintes pontos para fazer sua escolha:

  • Painel de administração – a empresa que irá registrar o domínio deve lhe dar acesso a um painel de administração completo, pelo qual você pode consultar vencimentos, configurações, delegação de DNSs, whois e todas as informações relacionadas ao domínio.

  • Suporte Técnico – canais de atendimento para suporte via chat, telefone e help desk e e-mail.

  • Valores – observar não apenas o valor da primeira anuidade do registro, mas também os valores para renovações futuras, condições de eventuais descontos e fidelidade.

  • Variedade de extensões – se houver necessidade e/ou interesse em registrar um mesmo domínio ou vários sob diferentes extensões, é adequado que você tenha tudo isso por meio de um único fornecedor e não diversos.

Conclusão

Registrar um domínio, é muito mais do que escolher entre uma extensão e outra, decidir se vai administrar diretamente ou através de uma empresa, o valor que será pago ou outras questões administrativas.

Escolher um domínio nacional, internacional ou ambos, pode ser algo simples ou um pouco mais trabalhoso, mas agora você já sabe quais aspectos considerar na hora de fazer as suas escolhas.