O que é o calendário anual de cores e as campanhas de saúde?

Já há algum tempo que o Outubro Rosa e o Novembro Azul passaram a ter destaque na mídia e por onde quer que vamos, há sempre alguma referência a respeito.

Mas você sabe exatamente o que isso significa? Qual a importância dessas campanhas e como as pessoas, as empresas, as entidades não governamentais ou mesmo o poder público podem ou mesmo devem se envolver?

O envolvimento de todos traz benefícios em várias esferas e essa é uma das razões pelas quais é importante conhecer melhor o assunto.

O que são os “meses coloridos” no calendário anual?

Tudo começou com o já conhecido Outubro Rosa, mês em que diversas ações são desenvolvidas por entidades privadas, ONGs e entidades diversas e a sociedade como um todo, com apoio governamental, objetivando a conscientização e detecção precoce do câncer de mama.

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais atinge mulheres no país, eis porque a importância de campanhas que abordam a questão, por meio de informação, conscientização e ações que são necessárias para que o diagnóstico precoce ocorra, aumentando assim as chances de tratamentos eficazes.

Embora já ocorressem iniciativas no mundo semelhantes desde os anos 90, foi somente em 2002 no Brasil que começaram a aparecer campanhas com o mesmo propósito.

Ano a ano foram ganhando corpo, até que em 2018 de modo oficial, por meio da Lei 13.733, ganhou amparo governamental, oficializando o movimento.

Sob o mesmo conceito, veio o Novembro Azul, criado em 2011 pelo Instituto Lado a Lado Pela Vida.

O objetivo do Novembro Azul, é de conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata, que é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma.

Atualmente há um movimento no sentido de associar cada mês do ano com uma cor usada em um laço de fita, como simbolismo para lembrar a população a importância de ações de informação, prevenção e combate a doenças que têm taxas de ocorrência significativas.

Na prática o que se vê, são organizações não governamentais (ONGs), associações médicas e a sociedade civil organizando-se e buscando mobilização de forma a cada mês do ano representar uma luta contra uma ou mais doenças.

Assim, no mês correspondente a uma cor e a respectiva campanha contra uma doença, ocorrem ações que vão da realização de palestras gratuitas e abertas ao público, distribuição de material impresso com informações úteis na identificação de possíveis sintomas e cuidados, mutirões de atendimento à população com a participação de profissionais da saúde, iluminação de prédios usando a cor correspondente ao mês, informações úteis em sites institucionais de empresas participantes e/ou nas redes sociais, entre muitas outras iniciativas.

Quais as cores de cada mês?

Não há um calendário oficial ou tampouco há leis que servem como incentivo ou mesmo apoio governamental para todos os meses e cores.

Inclusive essa falta de unanimidade e mesmo de um calendário oficial com apoio e administração pública, faz com que em determinados meses hajam mais de uma cor e mais de uma campanha, sendo algumas mais bem sucedidas do que as outras.

Exceto pelos dois meses que já se consolidaram-se e que correspondem ao Outubro Rosa e Novembro Azul, os demais meses vêm aos poucos sendo instituídos e sendo mais conhecidos por aqueles que importam, que é a população. Mas lamentavelmente sem o mesmo conhecimento e mobilização que os seus precursores.

Janeiro Branco

Idealizado por psicólogos, a instituição de Janeiro Branco, tem por propósito dedicar o mês de janeiro aos cuidados da mente, como premissa de que a saúde mental é condição necessária para o bem-estar geral.

No primeiro mês do ano, os aspectos relacionados à saúde mental, emocional e as relações humanas são o foco da campanha.

A escolha do mês leva em conta que é uma época mais propícia a promoção de sentimentos mais favoráveis, como esperança, harmonia e dedicação.

Alguns municípios, incluindo algumas capitais já aderiram à campanha, sancionando leis que estabelecem como oficial o mês, o que significa que apoiam oficialmente as iniciativas nesse sentido. Ainda é pouco, mas é um início importante em direção a um calendário federal e oficial.

Fevereiro Laranja

A União Internacional para o Controle do Câncer (UICC) desde 2005 vem adotando nos meses de fevereiro ações similares tendo como foco a leucemia, que é um dos tipos mais comuns de câncer, com mais de 20 mil casos para o anos de 2020 no país, segundo o (INCA).

Sendo assim, vem aos poucos se consolidando no calendário das cores no Brasil, como sendo o mês dedicado a essa grave doença.

Entre as muitas ações, que assim como nos casos das demais doenças envolve o diagnóstico, os tratamentos, a conscientização sobre a doação de médula óssea e que é fundamental para um tratamento mais eficiente e uma perspectiva mais favorável aos pacientes.

Março Azul Marinho

O mês de março recebe a cor azul marinho e é dedicado ao debate e ao conjunto de ações de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer colorretal (CCR).

Esse é um tipo de câncer que ocorre no reto e que corresponde a porção final do intestino grosso.

A campanha Março Azul Marinho, busca levar informação que ajuda a identificação precoce da doença, bem como opções de tratamento específicas para cada paciente.

Nos sites do Instituto Vencer o Câncer, do Instituto Oncoguia e do Programa Conviva Bem, há muitas informações que ajudam na prevenção e combate ao CCR.

Março Vermelho

Março é um dos meses que recebe mais de uma cor, justamente por falta de uma política única que centraliza, coordena e serve de apoio às ações individuais da iniciativa privada e das entidades não governamentais.

Tradicionalmente no meio da saúde, a segunda quinta-feira de março é tido como o Dia Mundial do Rim e por essa razão, o mês foi escolhido para as campanhas orientadas ao câncer de rim, dividindo espaço e atenções como Março Vermelho.

Abril Verde

Pelo fato do dia 28 de Abril ser tido como o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, o mês recebe também uma cor para ser conhecido como Abril Verde.

As campanhas e ações durante o mês, tem por objetivo chamar a atenção para práticas de trabalho seguro e saudável.

Visa instituir nas empresas uma cultura baseada na segurança do ambiente de trabalho e saúde ocupacional no desempenho das funções, envolvendo governos, empregadores e trabalhadores.

Abril Azul

Abril Azul, o mês escolhido para a conscientização sobre o transtorno do espectro autista.

O autismo atinge uma a cada 54 crianças, com maior incidência entre crianças do sexo masculino. Estima-se que o autismo atinja 4 meninos para cada menina afetada”. (Fonte: https://www.ufca.edu.br/noticias/abril-azul-mes-de-conscientizacao-sobre-o-transtorno-do-espectro-autista/)

Abril é também o mês que abriga o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, que é 2 de abril e por essa razão o mês é dedicado a esse transtorno, ajudando pais e mães a respeito do diagnóstico do autismo e nos tratamentos para os diversos níveis que ele pode apresentar.

Maio Amarelo

A ONU estabeleceu o período entre 2011 e 2020 como sendo a Década de Ações para a Segurança no Trânsito.

No Brasil, Maio Amarelo constitui o mês do ano em que devem se intensificar as campanhas de conscientização e dedicado à prevenção de acidentes de trânsito.

Apesar de estarmos observando uma queda no número de mortes decorrentes de acidentes de trânsito, ainda temos mais de 30 mil vítimas fatais ao ano no país.

Junho Vermelho

O Dia Mundial do Doador de Sangue, é 14 de Junho. É por essa razão que o mês recebeu essa cor e seu propósito.

A “Campanha Eu Dou Sangue Por SP”, que teve no ano de 2011 a sua primeira edição, fez surgir várias iniciativas de apoio e reforçou a consolidação do mês de junho como aquele em que são desenvolvidas mais ações para atrair doadores, cuja cor vermelha foi adotada por razões que não precisamos explicar.

Julho Amarelo

A campanha “Julho Amarelo” é das poucas que tem amparo em lei (Lei nº 13.802/2019), a qual visa reforçar as ações de vigilância, prevenção e controle das hepatites virais.

De acordo com o Ministério da Saúde, há um grande número de brasileiros infectados pela hepatite C. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que cerca de 3% da população mundial, seja portadora de hepatite C crônica.

A cor relaciona-se com um dos sintomas comum entre pacientes com a doença no fígado, que faz com que os olhos e a pele fiquem amarelados.

Agosto Dourado

A cor dourada foi escolhida porque o leite materno é definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como "alimento padrão ouro".

Aliado a isso, no dia 1º de agosto é comemorado o Dia Mundial da Amamentação, o que recai na escolha de Agosto Dourado como sendo de campanhas e ações de incentivo ao aleitamento materno, inclusive como forma exclusiva de alimentação até os 6 meses.

Setembro Verde

Dia 27 de setembro, é o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos.

Por meio da campanha nacional iniciada em 2014 e que tinha como slogan “Doe órgãos, a vida continua” e que hoje é apenas “Doe Órgãos”, visa-se conscientizar a população sobre a necessidade de doação de órgãos para salvar vidas, nos casos em que somente um transplante é a solução.

Setembro Amarelo

O dia 10 de Setembro é tido como o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio.

Por essa razão as campanhas que têm como pano de fundo a depressão e outras questões que levam ao suicídio e contam com apoio e promoção do Conselho Federal de Medicina (CFM), da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e do Centro de Valorização da Vida (CVV), ocorrem durante o mês de setembro.

Outubro Rosa

Esta campanha é a mais conhecida de todas e que certamente inspirou outras.

Já em 1990 nos Estados Unidos aconteceram as primeiras ações com o mesmo objetivo, que informar as mulheres, ajudar no diagnóstico precoce da doença como o autoexame e os exames médicos que devem ocorrer em períodos regulares.

Entre outras abordagens, a campanha foca na importância da educação da mulher e dos profissionais de saúde para o reconhecimento dos sinais e sintomas suspeitos de câncer de mama, como medida que melhora muito os prognósticos de tratamento e cura da doença.

O mês de Outubro já é conhecido mundialmente como um mês destinado ao combate dessa doença que acomete um grande número de mulheres.

Novembro Azul

Da mesma forma que o Outubro Rosa, o Novembro Azul vem ganhando importante destaque no calendário anual de cores.

Embora também utilize um laço na cor azul clara como simbologia do período, também é razoavelmente comum imagens de bigodes azuis como forma de lembrar os cuidados e atitudes que devem ser lembrados no decorrer das campanhas e que referem-se ao diagnóstico precoce e tratamento do câncer de próstata.

A inspiração para adotar o mês de Novembro como período para as campanhas, é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado no dia 17 de novembro.

Dezembro Vermelho

Dezembro também é um mês de duas cores.

O Dezembro Vermelho remete às ações no combate à AIDS, especialmente as medidas de prevenção, uma vez que mesmo diante de muitos avanços no tratamento, ainda não há uma cura para a doença. Muito ainda precisa ser feito para reduzir a transmissão do vírus HIV, que é o causador da AIDS.

O Dia Mundial de Combate à AIDS acontece no dia 1° de dezembro e por essa razão ficou definido como Dezembro Vermelho, ressaltando a importância da prevenção contra a AIDS.

Dezembro Laranja

Desde 2014, a Sociedade Brasileira de Dermatologia promove o Dezembro Laranja.

A cor é resultado da associação ao sol e a cor da pele bronzeada que muitas pessoas têm no período, mas que também implicam em uma das formas de câncer mais comuns, que é o câncer de pele.

Como nas demais “campanhas coloridas”, aqui o objetivo é informar a população sobre as principais formas de prevenção e busca por um médico especializado para a confirmação do diagnóstico e condução do tratamento.

O principal apoiador do Dezembro Laranja, é a Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Quais os benefícios e por que participar?

As cores adotadas para o calendário anual, é uma forma informal, alegre e simples de chamar a atenção das pessoas sobre a importância de questões sanitárias importantes e que afetam uma parcela importante da população e que na quase totalidade dos casos, não escolhe sexo, classe social, ou idade.

O envolvimento cada vez maior observado por diferentes setores da sociedade civil, no Brasil e no mundo, é um claro indicador da importância que a informação e as ações de prevenção, diagnóstico e tratamento têm.

Para as empresas, o envolvimento traz uma série de benefícios diretos e indiretos:

Entre tudo que se pode imaginar a respeito, um dos principais e que vem de imediato a mente, é a Responsabilidade Social.

Esse é um aspecto que é fundamental. Não há mais como dissociar empresa como ente participante do meio no qual está inserida. Uma empresa é feita por pessoas e para pessoas, mesmo diante do seu aparente propósito maior que é o lucro. Mas atualmente uma empresa que não age com Responsabilidade Social, está seriamente com suas perspectivas futuras sob ameaça.

Mas há também outra consequência relacionada, que é a imagem que a empresa cria junto aos seus consumidores e mesmo perante aqueles que não o são.

A imagem das empresas cada vez mais está relacionada a outros aspectos que não apenas os produtos e/ou serviços que ela vende. O branding depende de fatores que envolvem o que as empresas fazem e porque fazem, em diversas áreas.

Apoiar e promover campanhas e aplicar aos seus colaboradores as ações, produz uma imagem consideravelmente melhor.

E não é difícil envolver-se, participar, promover campanhas. Vai desde coisas simples como utilizar uma hashtag, realizar postagens nas redes sociais, a criar postagens no blog da empresa fornecendo informações relevantes a cada campanha de cada mês colorido.

Desnecessário também é dizer a importância do apoio governamental e do seu papel constitucional de garantir a saúde da população. Na medida em que leis formalizam esse calendário, também facilitam e ampliam o alcance das ações que hoje ocorrem algumas vezes como fruto de iniciativas quase individuais e privadas.

Conclusão

O calendário anual de cores e as campanhas de saúde às quais está relacionado, representa um conjunto de ações e informações que devem atender à população, objetivando a prevenção, o diagnóstico precoce e o tratamento de uma séria de doenças e questões sanitárias importantes.

Comentários ({{totalComentarios}})