Os 10 melhores frameworks PHP para desenvolvedores web

Há questões que são polêmicas, principalmente quando associadas a adjetivos, já que invariavelmente estão ligadas ao que alguém pensa ou acha e, portanto, constitui uma avaliação subjetiva. Por outro lado, é natural do ser humano elaborar listas ou rankings como por exemplo, os 10 melhores restaurantes para se comer, 10 lugares para se viajar nas férias e não seria diferente em programação, quando o assunto são os 10 melhores frameworks PHP para desenvolvedores web.

Não é algo fácil e para que não sejamos tendenciosos, elaboramos a lista a seguir com base não necessariamente os melhores, mas os mais usados, visto que há uma relação estreita entre popularidade e qualidade. Imagina-se que se algo é muito usado, provavelmente também seja bom.

Outro aspecto que vale destacar, é que a ordem em que constam os frameworks, não indica qual é melhor ou pior. A ordenação foi totalmente aleatória.

O que é framework?

Antes de começar cabe uma breve definição de framework, embora imagina-se que quem está buscando um, já saiba do que se trata. No entanto, é possível que um aluno de PHP, tenha vista o termo em um site, livro ou alguma outra fonte de pesquisa e ainda não saiba exatamente do que se trata. Se este é o caso, então vale a pena falar rapidamente a respeito.

Quando se pesquisa sobre o assunto, há todo tipo explicações, mais ou menos técnicas, mais ou menos simples, mas o mais comum, entre todas é a falta de clareza, principalmente se pensarmos nos leigos e assim, vamos tentar uma analogia para simplificar o entendimento e deixarmos de lado os jargões da área.

Imagine o processo de construção de uma casa. Há tijolos, blocos areia, cimento, pedras, telhas e uma série de materiais que são manipulados para produzir a casa. Mas e se o pedreiro tivesse que fazer os tijolos, as telhas, e todos os outros elementos que já estão prontos para o seu uso? O trabalho seria muito maior e desnecessariamente repetitivo e demorado.

Assim é o framework, ou seja, ele já fornece elementos que podem ser utilizados pelo programador, sem que ele tenha que começar do zero. Consiste em uma base ou estrutura de desenvolvimento que pode ser usada, cabendo ao programador apenas dar forma e finalidade ao todo, de acordo como arruma os tijolos e demais elementos para produzir um resultado final.

Os 10 frameworks PHP mais usados

CodeIgniter

O CodeIgniter é bastante conciso em termos de tamanho, o que fica evidente em seu download e isso acaba tendo com outra consequência, o desempenho, sendo dos componentes com melhor performance entre todos os concorrentes. Assim como muitas tecnologias semelhantes, disponibiliza arquitetura MVC. Há preocupação com a segurança, que fica evidente ao integrar proteção contra ataques CSRF e XSS.

Laravel

O Laravel oferece aos usuários 3 opções de painéis para administrar os projetos: Horizon, Nova e Echo. Oferece um kit de ferramentas muito amplo e opções que facilitam o trabalho em equipe, o que é particularmente desejável em projetos com mais de um programador. A parte visual e estética também tem importância, porém mais orientada ao quão fácil é a edição do conteúdo.

PHPixie

O PHPixie tem como principais características, um fácil e rápido aprendizado e oferece controle completo de todos os elementos e recursos. O fluxo de execução do código é linear, sem conteúdo estático, sendo que o código pode ser compartilhado via Composer, na forma de pacotes independentes. Um outro ponto que o diferencia, é a possibilidade de utilizar o banco de dados MongoDB.

Zend Framework

O Zend é orientado a performance, sendo que a versão mais recente oferece um desempenho até quatro vezes mais rápido que a anterior. Utiliza uma arquitetura aberta que tanto pode ser baseada em Middleware ou MVC, seguindo os padrões PHP-FIG. Também privilegia aspectos de segurança, como o armazenamento de senhas usando bcrypt ou gera criptografia usando AES.

Symphony

O Symphony é um conjunto de dezenas de componentes PHP reutilizáveis. Também disponível sob a arquitetura MVC, é outro framework orientado à simplicidade e velocidade no seu aprendizado, bem como um extensivo suporte fundamentado em centenas de páginas de documentação. A flexibilidade é outro ponto forte e quase tudo pode ser personalizado.

Yii2

O Yii2 é um framework que busca aliar poderosa funcionalidade sem abrir mão do desempenho. Privilegia um conjunto de ferramentas e recursos integrados que ajudam o programador na construção de seu próprio código, de forma consistente e segura. Também dispõe de um conjunto amplo de APIs bastante simples e ao mesmo tempo poderosas na ajuda de criação de projetos web.

CakePHP

O CakePHP é um framework que tem a preocupação de oferecer uma experiência de programação que pareça bastante simples, rápida, através do uso de menos código, ou seja, pretende privilegiar a velocidade de desenvolvimento das aplicações. É outro que se baseia no modelo MVC e que traz uma séria de componentes internos como tradutores, acessos a dados, validação, autenticação, entre outros. Vai além da preocupação com segurança que o CodeIgniter tem, ao também oferecer prevenção contra SQL Injection.

Phalcon

O Phalcon, diferentemente de outros frameworks, este consta como extensão de servidor web e é escrito em Zephir e C e com isso pretende favorecer a velocidade de execução, diminuir a demanda por recursos e atender mais requisições HTTP. Se por um lado tem como ponto forte o desempenho, do outro restringe o uso apenas a quem tem privilégios administrativos sobre o sistema.

Slim

O Slim como o nome sugere, é orientado a ser um framework bastante leve (slim significa magro em inglês), mas ao mesmo tempo robusto em termos do que entrega aos usuários. Os projetos sob o Slim, usam uma base que se chama Skeleton e usa a arquitetura Middleware para desenvolvimento dos aplicativos criados no Slim.

FuelPHP

O FuelPHP ao mesmo tempo que baseia-se em simplicidade, procura rapidez, flexibilidade e ainda tem a pretensão de reunir o melhor que existe em cada framework, segundo suas próprias palavras. É outro framework que contempla a arquitetura MVC, bem como HMVC e que é escrito em PHP.

Conclusão

Na tarefa de desenvolver aplicações orientadas para a Internet, existem vários frameworks que ajudam o desenvolvedor web a realizarem seu trabalho, cada um com características próprias e que a depender das escolhas feitas e necessidades a serem atendidas, podem suprir o programador com um acervo poderoso de recursos.

Qual framework você utiliza atualmente e qual o melhor em sua opinião? Participe deixando seus comentários.