Tutoriais

Tutoriais HostMídia

Como configurar o WordPress no diretório raiz

Dentre os muitos requisitos necessários para que um site esteja adequado aos padrões da web, sem dúvida alguma, ter um endereço bem apresentável é o primeiro e mais importante deles. Se engana quem pensa que apenas um bom nome de domínio é suficiente para isso.

É óbvio que um endereço bem apresentável e que represente o seu negócio é importante. No entanto, o que muitos desenvolvedores não se dão conta é que a construção de uma URL amigável, talvez seja até mais importante do que o nome do site.

Uma dica que abordaremos neste tutorial, é como você pode instalar ou alterar o diretório principal do WordPress que por padrão é “wp”, para dentro do diretório raiz do seu site “public_html”. Afinal de contas, você não vai querer o seu site principal “redirecionando” logo no primeiro acesso, para um subdiretório, não é mesmo?

Pré-requisitos

  • Ser cliente de um plano de hospedagem de sites, revenda de hospedagem, hospedagem WordPress, servidor VPS ou dedicado;
  • Possuir uma instalação WordPress em sua hospedagem;
  • Ter acesso ao cPanel e também ao administrador do WordPress;
  • Estar com o site publicado na Internet;
  • Recomenda-se instalação do certificado SSL grátis no WordPress.

Passo 1 - Alterando diretório no wp-admin

1º. Acesse o wp-admin.

2º. No menu lateral, selecione “Configurações” (Settings) e depois clique em “Geral” (General).

3º. Em WordPress Address e Site Address, remova o diretório do domínio principal.

4º. Após inserir os dados, clique no botão "Guardar alterações" para confirmar as alterações.

Passo 2 - Transferindo arquivos pelo cPanel

1º. Acesse o seu cPanel.

2º. Em “Arquivos”, selecione a opção “Gerenciador de Arquivos”.

3º. Acesse a pasta public_html. Verifique se a mesma possui arquivos de um site antigo; se sim, faça um backup dos para sua máquina e, posteriormente, delete-os da pasta.

4.º. Acesse a pasta em que o seu WordPress foi instalado. Em nosso caso, a instalação encontra-se no diretório wp.

5º. Selecione todas as pastas e arquivos dentro do diretório, clique com o botão direito do mouse em cima da seleção e selecione “Move”.

6º. Na tela de pop-up, mude o diretório para /home/public_html e confirme, clicando em “Move Files”.

7º. Volte à public_html e verifique se os arquivos se encontram corretamente na pasta. Se sim, passe para o próximo passo deste tutorial.

Passo 3 - Corrigindo as URL's do WordPress

1º. Abra uma nova aba e acesse o administrador do WordPress novamente a partir do diretório principal (ex.: https://dominio.com.br/wp-admin).

2º. Novamente no menu lateral esquerdo, selecione “Configurações” (Settings) e depois clique em “Permalink”.

3º. Clique em “Save Changes”. Esse processo irá reescrever o .htaccess para remover o subdiretório das URLs da página.

4º. Novamente em “Plugins”, clique em “Adicionar Novo” e procure pelo plugin “Velvet Blues Update URLs” e clique em “Instalar” e depois ative-o se necessário.

5º. Em “Ferramentas”, selecione “Update URLs” para acessar o plugin.

6º. Na página que será exibida, no passo 1, em “Old URL”, insira o domínio antigo e em “New URL”, o novo domínio da instalação;

7º. No passo 2, marque as opções de URL que deseja que sejam atualizadas (recomendamos deixar desmarcada apenas a última opção) e clique em “Update URLs NOW”.

7º. Se a alteração das URLs forem realizadas com sucesso, uma mensagem parecida com essa deve ser exibida no topo da página após clicar em “Update URLs NOW”.

Conclusão

Ter alguns cuidados com a instalação do seu WordPress, embora possa parecer desnecessário, faz uma grande diferença na estratégia do seu negócio. Mover os arquivos de dentro da pasta “wp” para a “public_html”, não é tão difícil e pode contribuir bastante para isso.

E não pense que apenas essa mudança é suficiente. A construção de links amigáveis, pensados de acordo com intenções de navegação do usuário, em que são utilizados outras técnicas SEO - Search Engine Optimization, também são essenciais para a otimização e melhora de posicionamento dos sites em buscadores, como Google, Baidu, Bing, entre outros. Mas, abordaremos o assunto em outros tutoriais!