Tutoriais
Tutoriais HostMídia

Como criar senhas seguras

Introdução

Você precisa de uma para seu smartphone, seu notebook, o computador da empresa e outra para o sistema que lhe auxilia nas tarefas quotidianas, para a conta de e-mail, para o cartão de crédito e outra para o de débito, para o caixa eletrônico, para o sistema administrativo do seu site e o painel de controle da sua conta de hospedagem e ainda para a central do cliente e quem sabe mais o que. As senhas estão presentes em nossas vidas e são muitas!

Como manter tudo isso na mente? E para tentar não recorrer ao aplicativo de gerenciamento de senhas e que também exige uma senha ou ao caderninho ou agenda, muitas vezes as pessoas adotam senhas simples, curtas, fáceis de memorizar e que por essa razão, também são fáceis de descobrir, afinal saber a data de aniversário, o nome da esposa ou filhos, não é das tarefas mais difíceis.

Há até aqueles que não se esforçam tanto na escolha de senhas, a tal ponto que 123456, qwerty e password, estão entre as senhas mais usadas no mundo. Senhas como essas e senha alguma, dá no mesmo!

Hoje em dia, grande parte de tudo que é protegido por senha, utiliza uma conta de e-mail e/ou um número telefônico para recuperação ou redefinição de senha, caso se perca ou esqueça a senha usada.

Assim, uma senha segura para a conta de e-mail usada em todos esses serviços e sistemas, é de grande importância. Afinal se alguém tem acesso a esse endereço de e-mail, tem literalmente acesso a todos os serviços cuja conta é usada para recuperação de acesso.

Também há aqueles que não se contentam em adotar uma senha simples e de fácil memorização. Usam a mesma em tudo o que podem. Se alguém disposto e de poucos princípios tem acesso a uma, tem acesso a todas. Um simples descuido, ou um malware que tem o papel de revelas senhas no seu notebook e tudo na sua vida cuja segurança dependa de uma senha, estará sob ameaça.

Por isso, criar diferentes senhas para cada serviço usado e que tais senhas atendam a critérios de segurança, é fundamental.

Há alguns métodos para a criação de senhas, sendo que geralmente indica-se que quando possível as senhas contenham entre 12 e 14 caracteres, façam uso de letras, números e caracteres especiais (#$%&*+/=…) e ainda maiúsculas e minúsculas, nos sistemas que são case sensitive, embora nem sempre isso seja possível, como é o caso das senhas bancárias.

Entre os métodos mais populares, há um cujo princípio é simples e produz senhas suficientemente fortes em termos de segurança, bem como facilitam a memorização e que veremos a seguir.

Passos para criar senhas seguras e fáceis de lembrar

O princípio que utilizaremos, é bastante conhecido e baseia-se em acrônimos e que nada mais são do que siglas constituídas pelas letras iniciais de um nome qualquer. Assim, CBF é o acrônimo para Confederação Brasileira de Futebol.

Mas para que o método usando acrônimos seja adequado para criação de senhas, é exigido um pouco de criatividade e memória, principalmente aquela relacionada às suas lembranças pessoais:

  1. O princípio consiste em formular frases que contenham tantas palavras, quando caracteres possíveis e desejáveis para a nossa senha;
  2. Supondo que se queira uma senha que apenas faça uso de letras e números, uma possibilidade seria: “Eu e minha esposa nos casamos na igreja em 01 de maio de 1999;
  3. Para a frase acima, o acrônimo correspondente, é: Eemencnie0dmd1;
  4. Uma variação da senha acima, usando a mesma frase, considera que apenas artigos, preposições, conjunções e outros termos de ligação, são minúsculas e assim a frase e respectiva senha, seria: “Eu e Minha Esposa nos Casamos na Igreja em 01 de Maio de 1999” - EeMEnCnIe0dMd1;
  5. Se quiser aumentar o grau de complexidade da senha, mas ainda assim mantê-la igualmente fácil para memorização, pode-se usar o próprio teclado, considerando o padrão QWERTY e uma possível frase, seria: “Há quantas teclas separando as teclas que contém os símbolos ! e *?”;
  6. A senha correspondente, para a frase acima, é: Hqtsatqcos!e*?;
  7. E a mesma senha pode ainda ganhar uma variação usando maiúsculas e minúsculas, como no caso anterior: HQTSaTqCoS!e*?
  8. Por fim, um outro exemplo de situação facilmente memorizável, refere-se às suas inesquecíveis férias: “As Melhores Férias da Minha Vida, Eu Passei na Nova Zelândia em 2015!”, cuja senha produzida, é: “AMFdMVEPnNZe2!
  9. Qual a probabilidade de alguém, que não seja você mesmo, descobrir uma senha como a acima?

Conclusão

Muitas das nossas informações mais importantes e valiosas, estão resguardadas por senhas. Assim, a criação de senhas seguras e que requerem um elevado nível de complexidade, é a garantia de manter resguardado tudo que importa. Criar e gerenciar um grande número de senhas que atendam os critérios básicos, é algo simples, desde que se use um método bem definido

Tutoriais relacionados