Velocidade de Internet: Entenda como funciona e os melhores sites para testar

Navegar na Internet há muito tempo, exige que se tenha entre outras coisas, uma boa velocidade de acesso, o que também há bastante tempo costumou-se chamar de banda larga. Mas você sabe explicar o que é banda larga? Você sabe dizer se o seu provedor de acesso à Internet lhe entrega o que você contratou? Como testar a velocidade da sua Internet? É para responder a estas e outras perguntas relacionadas e importantes, que vamos conversar um pouco sobre a questão.

O que é Banda Larga?

Em muitos países há regulamentações bastante claras que determinam em termos técnicos as conexões de acesso à Internet que podem ser classificadas como banda larga. Lamentavelmente no Brasil, o órgão responsável por regulamentar este aspecto – que é a Anatel -, não tem uma norma tratando da questão.

Pelas informações que temos acesso, por exclusão, são todas as formas de acesso que não sejam por meio de acesso discado, que na época em que consistia do tipo de acesso predominante, tinha a velocidade de até 56 Kbps, ou seja, em um segundo era possível se fazer o download de até 56 Kb de dados. O primeiro serviço brasileiro na época a comercializar acesso por banda larga, prometia entregar uma velocidade de 128 Kbps.

Há informações quase consensuais, mas não claras em termos de regulamentação ou norma, que estabelecem que banda larga é a velocidade que permite navegação com certa rapidez e estabilidade de conectividade, o que também é relativo, já que o conceito pode variar de uma pessoa para outra. É surpreendente, é lamentável, mas é realidade!

Já a velocidade é uma medida de quantos dados em Kb ou Mb (kilobits ou Megabits) são transferidos em um intervalo de tempo para o dispositivo que você usa para acessar. Normalmente, no Brasil consideram-se velocidades superiores a 1 Mbps como razoáveis para acesso a alguns sites, mas dependendo do tipo de conteúdo, como por exemplo, sites de vídeos, esta velocidade será insuficiente para uma navegação fluente.

Parâmetros de medição da velocidades

Existem 2 parâmetros de velocidade da conexão com a Internet, que devem ser considerados no momento da sua medição. Isso porque os primeiros serviços de acesso não forneciam a mesma velocidade de download e upload. Qual a diferença? Velocidade de download, é a velocidade dos dados que chegam ao seu dispositivo, e de upload, é a dos dados que saem do seu dispositivo.

Sendo assim, quando você acessa um site, os textos, imagens e outros elementos da página, correspondem aos dados que chegam ao seu smartphone, tablet ou notebook e representam o download. Quando você envia um e-mail, o conteúdo do mesmo é enviado pela Internet para outra pessoa e representa o upload.

Hoje já temos serviços que fornecem uma mesma velocidade para download e upload e são classificados como serviços de banda simétrica, mas ainda predominam os planos de acesso à Internet, que usam o padrão ADSL. Nesse formato, a conexão é chamada de assimétrica.

Tipos de serviços mais comuns no Brasil

No Brasil, existem diferentes tipos de tecnologia adotados pelos diferentes provedores de acesso. Geralmente alguns tipos são mais comuns em algumas regiões e outros, em outras e variam em função da distância dos grandes centros ou cidades, da disponibilidade de infraestrutura e até mesmo da densidade demográfica.

Cabo

Semelhante ao conceito do cabo das operadoras de televisão e que normalmente usava parte da infraestrutura existente para o serviço de televisão, para fornecimento de acesso. No início da adoção das primeiras operadoras de acesso, conseguiam oferecer velocidades bastante boas;

ADSL via cabo

Semelhante ao tipo acima, porém com algumas variações em termos de conceitos técnicos e usando a infraestrutura de cabos da rede de telefonia fixa. Ainda é um dos modelos predominantes no país;

Fibra ótica

No país tem similaridades com a internet via cabo, pelo tipo de instalação e funcionamento e não faz tipicamente o uso pleno de fibras óticas, mas consegue velocidades superiores aos 2 tipos anteriores, baixa perda de velocidade em casos de longas distâncias e pouca influência de ruídos e barreiras físicas;

Rádio

Mais comum em cidades pequenas e áreas rurais ou ainda com baixa densidade demográfica, onde o investimento em infraestrutura encareceria os 3 modelos acima. Este tipo também é mais suscetível a interferências até mesmo de ordem meteorológica e assim, uma chuva forte pode degradar e até interromper o sinal;

Via satélite

É a tecnologia mais cara entre todas, mas que permite sua disponibilidade em praticamente qualquer lugar, sendo a única opção em regiões muito remotas ou muito distantes de cidades. Também pode ser afetadas por condições climáticas extremas, em que se perde o que se chama “visada para o satélite”, pois a antena que capta o sinal, tem que “enxergar” o satélite e assim, até mesmo nuvens muito densas podem interromper o sinal;

4G

Oferecida por muitos provedores, principalmente em cidades mais afastadas, onde as opções a cabo não estão disponíveis ou são mais caras. A sua vantagem é a disponibilidade em praticamente qualquer região, mas geralmente o volume de dados que se pode transferir, é baixo comparado aos outros tipos.

Regulamentação da Banda Larga e direitos do consumidor

O serviço de banda larga é parte integrante dos serviços de telecomunicações e como tal, é regulado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que por sua vez é subordinada ao Governo Federal. Seu papel é além de regular, também fiscalizar o setor de telefonia fixa e móvel, determinando as obrigações de quem presta o serviço, e os direitos de quem os consome.

Sendo assim, você tem informações amplas sobre a banda larga, bem como outros serviços relacionados a telecomunicações, disponíveis neste endereço: www.anatel.gov.br. Se necessitar reclamar, saiba como através deste outro endereço.

Medindo a velocidade da sua Internet

O mais importante é você saber medir a velocidade do serviço que lhe é disponibilizado pelo seu provedor e para tanto, alguns pontos devem ser observados quando for efetuar os testes de velocidade:

  • Quando for efetuar o teste de velocidade, primeiro certifique-se que há conectividade, ou seja, todos os equipamentos necessários (modem, roteador, dispositivo de acesso, etc) estão funcionando corretamente;

  • É altamente recomendável que não tenha programas abertos no seu dispositivo, a não ser o navegador de Internet que fará o acesso ao site de medição;

  • Não tenha abertos mais de um navegador e o que escolher para efetuar o acesso, tenha aberta apenas a guia ou aba que usará no acesso à ferramenta;

  • Certifique-se de que não estão ocorrendo downloads de nenhum tipo de conteúdo, como por exemplo, atualizações do seu sistema operacional ou e-mails;

O teste propriamente dito, é feito acessando-se alguns sites que fornecem ferramentas de medição. Alguns fazem parte de serviços de empresas de telefonia ou provedores de acesso e têm por objetivo comparar a sua conexão com aquela comercializada por eles e por isso, colocamos em primeiro lugar na lista, o endereço do medidor fornecido pelo nic.br, que é o órgão regulador da Internet no Brasil:

https://beta.simet.nic.br/

https://fast.com/pt/

https://www.minhaconexao.com.br/

https://www.velocidadeideal.com.br/

https://www.nperf.com/pt/

http://www.teste-de-velocidade.com/

É sempre conveniente realizar pelo menos 2 testes. Se houver uma diferença significativa – igual ou superior a 10% - repita os testes e até mesmo opte por realizar o teste em uma terceira ferramenta, lembrando que embora geralmente os testes tenham uma margem apropriada de confiabilidade, podem apresentar variações relativas ao ambiente em que estão hospedadas as ferramentas.

Conclusão

A velocidade da sua conexão com a Internet, é um aspecto fundamental para que se possa dispor de tudo o que a Internet provê atualmente. Conhecer características do serviço que você tem contratado, bem como os tipos disponíveis, ajuda a você garantir que está recebendo de acordo com seus direitos e com a regulamentação vigente e, portanto, pode usufruir com qualidade do conteúdo disponível.